Pesquisar

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Aposentados têm até fevereiro para comprovar vida Aposentados



Aposentados e pensionistas que ainda não comprovaram ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos têm até o próximo dia 28 para fazer o procedimento no banco em que recebem seus benefícios. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento bloqueado. 

Até o último dia 8, mais de 3 milhões de beneficiários ainda não comprovaram o procedimento obrigatório. Segundo o INSS, mais de 34 milhões de beneficiários têm que procurar o banco em que recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação etc). Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento. 

Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a uma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário. Um modelo da procuração está disponível na página do INSS.




Os beneficiários que vivem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível nos sites da Repartição Consular Brasileira ou do instituto.

Inicialmente, o prazo para que aposentados e pensionistas fizessem a prova de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas devido ao grande número de beneficiários que perderia o prazo, o período foi estendido até 28 de fevereiro de 2018.

Agência Brasil

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Câmara aprova reajuste salarial de servidores da prefeitura de São Jerônimo da Serra


Na manhã desta sexta feira (16), foi aprovado pela Câmara de Vereadores Projeto de Lei que reajusta os salários dos funcionários efetivos municipal em 9,51% e de 2,75% para o prefeito, vice prefeito, comissionados e secretariado.

No projeto original enviado a Câmara o reajuste era de 9,51% para todos os cargos, inclusive para o prefeito, vice prefeito, comissionados e secretariado, mas depois de muita discussão, entre os vereadores, equipe do prefeito, jurídico, tando da prefeitura, quanto da Câmara de Vereadores resolveram alterar o projeto original.

De acordo com o vereador Paulo Cesar, o prefeito Ricardo Mello sugeriu que o reajuste fosse dato apenas para os servidores efetivos, abrindo mão do reajuste para si, seu vice, comissionados e secretariado, mas de acordo com o vereador Sidney Navarro (Ney do Mercado), em comum acordo entre a maioria, o reajuste dado aos servidores não efetivos foi feito dentro da lei, "se o reajuste não fosse dado aos demais servidores incluindo o prefeito e vice alguns deles poderiam questionar ou procurar a justiça reivindicando seus direitos, dai essa decisão" 

De acordo com o Chefe de Gabinete do prefeito, Franco Mello, "O prefeito Ricardo tem olhado com muito carinho para os servidores municipais, pois hoje já é realidade o piso salarial de todas as funções e também esta sendo pago os terços de ferias automaticamente quando o funcionário tira suas ferias, agora mais esta reposição salarial situações que nunca havia sido realizado por ninguém nesta proporção ".

O Projeto de Lei entrara em vigor a partir da sua aprovação.

MPE - PR divulga Processo Seletivo para estágio de Direito em São Jerônimo da Serra


O Ministério Público do Estado do Paraná (MPE - PR) informa a todos sobre o Processo Seletivo para estagiário do curso de Ensino Superior em Direito, a partir do 3º ou 5º semestre.
A vaga é para estagiar na Promotoria de Justiça de São Jerônimo da Serra - PR, na parte da manhã, em jornada de 4 horas diárias, com bolsa-auxílio no valor de R$ 980,00 mais auxílio-transporte de R$ 170,00.
No dia de realizar a inscrição, o candidato precisa levar os seguintes documentos: fotocópias da identidade e do CPF, ficha de inscrição e comprovante de matrícula. Os pedidos de participação são recebidos até o dia 23 de fevereiro de 2018, na sede da Promotoria de Justiça de São Jerônimo da Serra, Fórum, das 9h às 18h.
Este Processo Seletivo é composto de prova objetiva e subjetiva, que está prevista para o dia 2 de março de 2018, às 8h15, no edifício do Fórum, além de entrevista com previsão para o dia 6 de março de 2018, às 08h15.

Com informações: www.pciconcursos.com.br

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Governo repassa recursos para atender pessoas com deficiência

A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social começou a repassar os R$ 24 milhões destinados a 100 municípios para aquisição de veículo adaptado a crianças e adolescentes com deficiência. Mais R$ 20 milhões serão liberados ainda este ano por meio de outros editais para melhoria da estrutura das entidades voltadas para este público.
No caso dos carros adaptados, cada prefeitura selecionada receberá, pela modalidade fundo a fundo, R$ 240 mil para a compra do veículo, com capacidade mínima de 10 lugares, para atender a rede socioassistencial. A deliberação que rege este repasse é a 005/2017 do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) e os recursos são do Fundo Estadual da Assistência Social (Feas).
A iniciativa beneficiou 100 municípios de pequeno porte que ainda não foram favorecidos por outras iniciativas com mesma destinação nos últimos quatro anos. Os recursos serão transferidos em parcela única diretamente para o Fundo Municipal de Assistência Social.
MELHORIAS - A secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, disse que os repasses vão melhorar as condições de acesso e inclusão social de crianças e adolescentes com deficiência. “Além de garantir um direito, o veículo serve como adaptação, principalmente às pessoas com deficiência intelectual, para uso do transporte coletivo. Assim, o impacto ao entrar em um ônibus convencional é menor”, afirmou a secretária. “Podemos dizer que é uma inclusão gradativa”, acrescentou.
Fernanda Richa citou também os editais 002 e 004/2017, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), que liberaram R$ 20 milhões, do Fundo da Infância e da Juventude (FIA), para organizações da sociedade civil, no ano passado. “As entidades sociais são braço de nossa rede estadual de assistência social. Elas puderam acessar esses recursos para melhorar o atendimento, realizar ações ou mesmo comprar bens móveis”, disse.
MAIS RECURSOS - Ainda está aberto o edital 006/2017 do Cedca, que repassa R$ 6,9 milhões para atendimento exclusivo a crianças e adolescentes com deficiência. Organizações da sociedade civil têm até 28 de fevereiro para inscrever projetos.
A documentação necessária deve ser entregue em um dos 22 escritórios regionais da Secretaria, distribuídos em todo o Estado. Essa chamada pública complementa a 002/2017. Só estarão aptas ao novo edital as entidades sociais que não participaram de outros processos para o mesmo fim.
BOX
MUNICÍPIOS BENEFICIADOS COM VEÍCULOS ADAPTADOS:
Agudos do Sul, Alto Paraná, Alto Piquiri, Ampére, Antonina, Antônio Olinto, Assaí, Bela Vista do Paraíso, Boa Ventura de São Roque, Bocaiúva do Sul, Cafelândia, Campina da Lagoa, Candói, Cantagalo, Capanema, Capitão Leônidas Marques, Carambeí, Carlópolis, Catanduvas, Centenário do Sul, Cerro Azul, Céu Azul, Chopinzinho, Clevelândia, Congonhinhas, Contenda, Corbélia, Cruz Machado, Faxinal, Figueira, Florestópolis, Formosa do Oeste, Foz do Jordão, General Carneiro, Guaraniaçu, Icaraíma, Imbaú, Ipiranga, Iporã, Iretama, Itapejara d'Oeste, Ivaí, Jaguapitã, Jataizinho, Jesuítas, Joaquim Távora, Lindoeste, Mallet, Mandaguaçu, Mangueirinha, Marmeleiro, Matelândia, Moreira Sales, Morretes, Nova Aurora, Nova Cantu, Nova Laranjeiras, Nova Londrina, Nova Prata do Iguaçu, Palmital, Paraíso do Norte, Peabiru, Planalto, Porecatu, Primeiro de Maio, Querência do Norte, Quitandinha, Realeza, Rebouças, Ribeirão do Pinhal, Rio Azul, Rio Bonito do Iguaçu, Roncador, Salto do Lontra, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Isabel do Ivaí, Santa Izabel do Oeste, Santa Maria do Oeste, Santa Mariana, Santo Antônio do Sudoeste, São Jerônimo da Serra, São João, São João do Triunfo, São Jorge d'Oeste, Sengés, Siqueira Campos, Teixeira Soares, Terra Boa, Terra Rica, Terra Roxa, Tibagi, Tijucas do Sul, Tomazina, Três Barras do Paraná, Turvo, Uraí, Ventania, Vera Cruz do Oeste, Verê, Wenceslau Braz.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Prefeito Ricardo Mello e vereador Gilmar Rocha entrega kits esportivos para crianças do "PROJETO FORMANDO CIDADÃO"






O prefeito Ricardo Mello, recebeu nesta terça feira dia 30/01/2018 em Curitiba um kit esportivo que foi viabilizado pelo deputado Alexandre Guimarães através do vereador Gilmar Rocha que solicitou o kit para secretaria esporte do município para ser usado no "PROJETO FORMANDO CIDADÃO".

O projeto da Secretaria de Esporte que é conduzido pelo secretário Haido Martins (Deda) e o professor Levi. Esta sendo viabilizado para jovens e crianças nascidas a partir do ano 2000 que estejam frequentado a escola regularmente e em dia com sua obrigações escolares que consiste em tirar os jovens das ruas para praticar e treinar futebol com intuito de formar bons cidadãos e se possível futuros profissionais.

Entrega de alimentos para quilombolas e indígenas do estado

Começou essa semana a entrega de cestas de alimentos para comunidades indígenas e famílias de quilombolas realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no Paraná. As doações beneficiarão 2.802 pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional com a entrega de 5.604 cestas de alimentos em diversos municípios do estado.
Serão doadas 2 cestas para cada uma das 2.628 famílias indígenas nos municípios de Mangueirinha, Guairá, Terra Roxa, Curitiba, São Jerônimo da Serra, Tamarana, Nova Laranjeiras, Laranjeiras do Sul, Manoel Ribas, Ortigueira, Cândido de Abreu, Turvo e Inácio Martins. As cestas, com 22 kg cada, são compostas por feijão, óleo de soja, macarrão, fubá de milho, farinha de trigo, arroz, açúcar e leite em pó.
Também receberão 2 cestas cada uma das 174 famílias de quilombolas que se encontram no município de Reserva do Iguaçu. Ao todo, serão distribuídos mais de 123 mil quilos nessas operações.
A Ação de Distribuição de Alimentos (ADA), é realizada em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). As cestas estão disponíveis para retirada pelas entidades parceiras na Unidade Armazenadora de Rolândia, com exceção de algumas comunidades indígenas, cuja entrega é feita pela regional da Conab no Paraná.
Fonte: Conab

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Cadastro online aproxima famílias paranaenses do sonho da casa própria

Com o intuito de modernizar o sistema de cadastramento de famílias para a implantação de novos empreendimentos, a Cohapar lançou recentemente um sistema que permite aos cidadãos realizarem a sua inscrição de forma digital. A partir de agora, os interessados em adquirir uma casa própria podem fazer todo o processo de qualquer lugar através de um computador, celular ou outros dispositivos eletrônicos conectados a internet.
Até então, as pessoas deviam comparecer pessoalmente às prefeituras ou em atendimentos com datas específicas feitos pelas equipes regionais da Cohapar nos municípios. Com a mudança, o processo se torna mais democrático e pode ser feito de qualquer lugar e em qualquer horário.
COMO FUNCIONA – Para participar dos programas habitacionais do Governo do Estado, os cidadãos devem realizar uma pré-inscrição em www.cohapar.pr.gov.br/cadastro. Assim que houver disponibilidade de novos empreendimentos, as famílias já cadastradas que se enquadrem nos critérios do projeto serão chamadas para participar do processo seletivo.
Em caso de mudança de endereço, telefone ou qualquer informação relacionada à renda, composição familiar ou outros dados pertinentes, as alterações também podem ser feitas em tempo real diretamente do sistema.

Sem acesso? Sem problema!

Apesar da popularização da internet, parte do público atendido pelos projetos de habitação de interesse social continua tendo dificuldades de acesso. Para estas pessoas, a Cohapar oferece a estrutura física da sua sede, em Curitiba, além dos 12 escritórios regionais e postos de atendimento espalhados pelo Paraná.
De forma complementar e em parceria com as administrações municipais, funcionários de carreira das prefeituras estão sendo capacitados para orientar e auxiliar as famílias mais carentes a efetuarem o cadastro. Segundo o presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, a medida dá mais credibilidade e transparência ao processo.
“Mesmo aquelas famílias que não possuem condições de acesso à internet, que fazem parte do público prioritário da Cohapar, continuarão assistidas, com a diferença de que agora elas poderão acompanhar a sua situação em tempo real e de forma transparente”, avalia Lupion.

Dados permitem atuação estratégica

Além do benefício direto às famílias, a companhia também ganha com um sistema completamente digitalizado e integrado, com informações detalhadas sobre o déficit de moradias em cada localidade baseado na fonte mais confiável: a própria população a ser atendida.
Para Lupion, a mudança permite que os esforços da empresa se concentrem onde as ações do poder público são mais necessárias. “Com esta ferramenta, a Cohapar garante eficiência máxima na promoção do desenvolvimento socioeconômico do Paraná através da habitação popular”, conclui.

Com informações: COHAPAR