Pesquisar

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Governo recebe APP-Sindicato para debater contratações temporárias


Representantes da APP-Sindicato e professores estiveram reunidos nesta terça-feira (17) na Casa Civil do Governo do Estado para tratar de demandas específicas dos funcionários temporários, contratados pelo regime de Processo Seletivo Simplificado (PSS). Participaram da reunião o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o diretor-geral da Secretaria de Estado da Educação, Glaucio Dias, e o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri. 

A principal solicitação dos professores é que o governo suspenda o processo seletivo para 2021, marcado para o dia 13 de dezembro. Diferente dos outros anos, quando eram exigidos apenas prova de títulos e tempo de serviço, neste será realizada também uma prova de conhecimento da área em que o candidato se inscrever.

O pedido será avaliado por um grupo de trabalho com a participação das secretarias da Fazenda, Administração e Previdência, Procuradoria Geral do Estado, além da Casa Civil e da Educação.  

Em paralelo, técnicos da Fazenda, da Casa Civil e da APP-Sindicato vão acompanhar questões orçamentárias pertinentes às demandas para analisar sua viabilidade. 

O diálogo com os professores será reforçado, ainda, pela comissão permanente de diálogo com os servidores públicos, criada no ano passado, e que dará ênfase, agora, nas questões relacionadas aos contratos PSS.

Informações: AEN

domingo, 15 de novembro de 2020

RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM SÃO JERÔNIMO DA SERRA

 

PREFEITO

1º - Venicíus Rosa (PTB) - 3.490 votos

2º - Adicarlos Leite (PROS) - 2.397 votos

3º - Zé Polícia (PL) - 196 votos

VEREADORES ELEITOS

1º - Edmundo Lopes (PROS) - 380 - votos

2º - Regis (PROS) - 367 votos

3º - Délcio Costa (MDB) - 338 votos

4º - Gordo do Pinhal (PSD) - 276 votos

5º - Helio da Saúde (PSD) - 227 votos

6º - Betinho (PTB) - 220 votos

7º - Ruy - (PTB) - 178 votos

8º - Marcelo Scerbo - 169 votos

9º - Esquisito (PP) - 138 votos

Fonte TSE

RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM SANTA CECÍLIA DO PAVÃO

 


PREFEITO

1º - Edimar Santos (PTB) - 1.748 votos

2º - Dhiego Godoy (PL) - 702 votos

3º - Manoel Rodolfo (PODE) - 61 votos


VEREADORES ELEITOS

1º - Claudio Covre (PSL) - 269 votos

2º - Bruno do Funesplan (PTB) - 263 votos

3º - Gleisson Gonçalves (PTB) - 150 votos

4º - Sdimar Fajardo (PTB) - 150 votos

5º - Zezinho Moraes (PTB) - 144 votos

6º - Soninha (PTB) - 136 votos

7º - Peixinho (PTB) - 135 votos

8º - Lincoln (PSL) - 102 votos

9º - Verônica (PL) - 54 votos

Fonte TSE



RESULTADOS DAS ELEIÇÕES EM NOVA SANTA BARBARA


PREFEITO

1º - Claudemir Valério (PROS) - 1.361 votos

2º - Daniela Corsi Vicente (PODE) - 842 votos

3º - Eric Kondo - (DEM) - 640 votos

VEREADORES ELEITOS

1º - Zildinha (MDB) - 187 votos

2º - Claudio Ferreira (PP) - 180 votos

3º - Sara (PP) - 172 votos

4º - Pedro Herculano (PTB) - 142 votos

5º - Alan Carneiro (MDB) - 136 votos

6º - Professora Helena (PP) - 111 votos

7º - Ado Motorista da Saúde (DEM) - 99 votos

8º - Osvaldo (MDB) - 97 votos

9º - Lucio (PODE) - 93 votos

Fonte TSE

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

MULHER É PRESA POR FURTO DE VEÍCULO EM SÃO JERÔNIMO DA SERRA


UMA SEMANA APÓS TER FURTADO UM APARELHO CELULAR, A MESMA SUSPEITA FURTOU NA DATA DE ONTEM (08/11), NO FINAL DA TARDE, UM VEÍCULO FIAT/UNO; SEGUNDO A SOLICITAÇÃO DA VÍTIMA, SRA CRISTINA JOSEFA DA CONCEIÇÃO DE MORAES, A SUSPEITA, TRAJANDO SHORTS BRANCO E CAMISETA LARANJA, FOI ATÉ A FRENTE DA CASA DA VÍTIMA E FURTOU SEU VEÍCULO QUE ESTAVA ESTACIONADO NO LOCAL. INFORMOU A VÍTIMA, QUE O VEÍCULO ESTAVA ABERTO E COM A CHAVE NA IGNIÇÃO. O VEÍCULO FIAT/UNO, COR BRANCA, PLACA ACB7285, FOI SUBTRAÍDO PELA SUSPEITA E DURANTE PATRULHAMENTO PELAS VIAS PÚBLICAS DE SJ DA SERRA, OS POLICIAIS MILITARES CONSEGUIRAM LOCALIZAR O REFERIDO VEÍCULO PRÓXIMO AO PORTAL DE SAÍDA DA CIDADE, QUANDO A SRA. CRISTIANE MORAIS, RECEBEU VOZ DE PRISÃO E FOI CONDUZIDA ATÉ A 33ª DELEGACIA REGIONAL DE POLÍCIA DE SJ DA SERRA, LOCAL ONDE FOI LAVRADA PRISÃO EM FLAGRANTE DA SUSPEITA. O CURIOSO É QUE ESSA MESMA MULHER, HAVIA SIDO PRESA NO FINAL DE OUTUBRO POR TER PRATICADO O FURTO DE UM APARELHO CELULAR E IMEDIATAMENTE APÓS SER SOLTA PELA JUSTIÇA, VOLTOU A PRATICAR FURTOS NA CIDADE E A PERTURBAR MORADORES EM SUAS CASAS. HÁ INFORMAÇÕES DE QUE MORADORES DE SJ DA SERRA, REALIZARAM A PERSEGUIÇÃO AO VEÍCULO LOGO APÓS O FURTO, ATÉ A CHEGADA DOS POLICIAIS MILITARES QUE FORAM RÁPIDOS NA AÇÃO, CONSEGUINDO, ASSIM, REALIZAR A PRISÃO DA SUSPEITA. PARABÉNS À POPULAÇÃO E AOS POLICIAIS MILITARES, QUE JUNTOS LOGRARAM ÊXITO NA CAPTURA DA SUSPEITA E NA RECUPERAÇÃO DO VEÍCULO FURTADO. SOCIEDADE E POLÍCIA UNIDOS NO COMBATE AO CRIME !!!

Gazeta Sjs
 

terça-feira, 3 de novembro de 2020

No Paraná, 36 municípios ultrapassaram limite de gasto com pessoal em 2020, São Jerônimo da Serra está entre os primeiros da lista.

Sede TCE-PR

Ao menos 36 municípios do Paraná (veja lista logo abaixo) já ultrapassaram o limite de gasto com pessoal até meados de 2020, em pleno ano eleitoral, quando os atuais chefes do Executivo se preparam para deixar seus postos ou se reeleger. O número foi divulgado recentemente pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) com base nas informações disponibilizadas por 380 dos 399 municípios até junho.

O município do Paraná que mais comprometeu sua receita para pagar o funcionalismo foi São Jerônimo da Serra, localizado na região Norte, e que possui pouco mais de dez mil habitantes. Em junho de 2020, a prefeitura de São Jerônimo da Serra registrava um índice de 60,09% da receita corrente líquida com gasto de pessoal.

Pela Lei Complementar 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), 54% é o limite máximo de gasto com pessoal nos municípios brasileiros, dentro da receita corrente líquida. Há outras duas marcas estabelecidas pela LRF – o chamado limite prudencial (que é de 51,3%) e o limite de alerta (48,6%).

No Paraná, além da lista de 36 municípios que descumpriram o limite máximo de gasto com pessoal, liderada por São Jerônimo da Serra, o TCE também identificou, em junho de 2020, que outros 83 municípios estavam acima do limite prudencial e 137 se encontravam acima do limite de alerta. Ou seja, de um universo de 380 cidades do Paraná, 256 já esbarraram nos limites da LRF (considerando aqueles que ultrapassaram os limites máximo, prudencial e de alerta).

Apenas 124 municípios – entre 380 – estão com as despesas de pessoal abaixo do limite de alerta, incluindo a capital paranaense. Curitiba registrou um índice de 37,27%. Mas o menor índice é do município de Itaipulândia, que em junho de 2020 comprometia apenas 26,88% da sua receita corrente líquida com gasto de pessoal.

Pela LRF, os municípios têm prazos para eliminar o porcentual excedente, para que não sofram penalidades – eles podem deixar de receber transferências ou serem proibidos de contratar operações de crédito, por exemplo. Em 2020, contudo, eventuais punições podem não ser aplicadas, em função da pandemia do novo coronavírus.

Trecho da própria LRF define que, enquanto perdurar o estado de calamidade pública, ficam suspensos os prazos para ajustes dos gastos e as restrições decorrentes da extrapolação dos limites. No Paraná, a Assembleia Legislativa já reconheceu a situação de calamidade pública na esteira da pandemia em mais de 80% das cidades.

Em junho de 2020, 36 prefeituras de municípios do Paraná apresentavam um índice de comprometimento da receita com gasto de pessoal acima do limite máximo, de 54%:

SÃO JERÔNIMO DA SERRA 60,09%

JACAREZINHO 57,00%

SANTA CRUZ DE MONTE CASTELO 56,82%

CERRO AZUL 56,78%

PITANGA 56,77%

ARAUCÁRIA 55,82%

BORRAZÓPOLIS 55,61%

GUARACI 55,47%

NOVA SANTA BÁRBARA 55,40%

FAXINAL 55,22%

RIBEIRÃO DO PINHAL 55,14%

CONSELHEIRO MAIRINCK 55,11%

ROSÁRIO DO IVAÍ 55,01%

PINHÃO 55,00%

RESERVA DO IGUAÇU 54,98%

SÃO MANOEL DO PARANÁ 54,89%

MARIALVA 54,84%

QUATIGUÁ 54,79%

SANTO ANTONIO DO CAIUÁ 54,77%

MIRASELVA 54,75%

GENERAL CARNEIRO 54,70%

FLÓRIDA 54,70%

NOVA TEBAS 54,65%

FAZENDA RIO GRANDE 54,59%

MAMBORÊ 54,50%

TAPEJARA 54,49%

SÃO JOÃO 54,48%

RIO BRANCO DO IVAÍ 54,48%

ITAGUAJÉ 54,46%

URAÍ 54,45%

UBIRATÃ 54,41%

IBAITI 54,36%

CAMBIRA 54,27%

ALTO PARAÍSO 54,15%

ALTO PIQUIRI 54,04%

PAIÇANDU 54,03%

*Fonte: TCE-PR


sábado, 31 de outubro de 2020

Paraná prorroga campanha para atingir meta de vacinação


Devido à baixa taxa de cobertura e de adesão da população, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu prorrogar, no Paraná, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. A campanha, que terminaria nesta sexta-feira (30), será estendida em todo o Estado até o término do estoque de vacinas ou até atingir a meta de 95% da cobertura recomendada pelo Ministério da Saúde.

A cobertura vacinal da doença vem caindo em todo mundo há cerca de 10 anos, e há seis anos a taxa está abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde no Brasil e no Paraná. No Estado, a vacinação atingiu, até esta quinta-feira (29), cerca de 55% do público estimado, com a imunização de aproximadamente 320 mil crianças. A meta no Estado é vacinar 583 mil crianças.

“Faço um apelo para que os pais ou responsáveis levem os seus filhos para tomar a vacina. Estamos vivendo uma pandemia em que esperamos a vacina como alternativa para evitar a Covid-19. No caso da pólio, temos a prevenção, que é gratuita e oferecida em toda a rede pública de saúde”, orienta o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“Desde 1986 não temos a presença da poliomielite no Paraná, mas não podemos deixar a cobertura abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde para não correr o risco de a doença ser reintroduzida no Estado”, explica Vera Rita da Maia, chefe da Divisão de Imunização da Secretaria da Saúde. “A única forma de evitar a paralisia infantil é manter em alta a taxa de cobertura da vacina”, reforça.

DOENÇA – A poliomielite é uma infecção contagiosa causada pelo poliovírus selvagem, que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. A doença está erradicada no Brasil desde 1994, porém, ainda existe a presença do vírus que transmite a doença em outros países, como o Paquistão e o Afeganistão. A vacinação é a única forma efetiva de prevenção. Por isso, é importante a conscientização da população e a vigilância constante dos profissionais da saúde.

O Paraná não registra casos de poliomielite desde 1986. Neste momento, o Estado possui 14 notificações para paralisias flácidas agudas e, por esse motivo, as equipes de saúde permanecem em constante vigilância à notificação desses casos, que são importantes indicativos epidemiológicos.

O Estado tem como parâmetro anual a notificação de, no mínimo, 23 casos de Paralisia Flácida Aguda em menores de 15 anos para fazer a detecção precoce de uma possível circulação do vírus, desencadeando assim ações de forma rápida e efetiva.

DIAGNÓSTICO – Além da vacina, outra medida importante de controle da pólio realizada pela Vigilância Epidemiológica é a notificação de casos de crianças que chegam aos serviços de saúde com sinais de paralisia. 

Os primeiros sintomas podem ser febre, mal-estar, dor de cabeça, dor no corpo, vômitos, diarreia, rigidez na nuca e sinais de meningite. Pode haver instalação súbita de deficiência motora, assimetria da musculatura de membros e flacidez muscular, entre outros.

VACINAÇÃO – De acordo com o calendário, a vacina contra a poliomielite deve ser administrada aos 2 meses (1ª dose), 4 meses (2ª dose) e 6 meses (3ª dose). Estão previstas ainda doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos de idade.

AEN