Pesquisar

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Enfermeira do Hospital do Trabalhador é a primeira a ser vacinada no Paraná


A enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira, de 44 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Paraná. Junto com outros sete colegas que desde o início da pandemia atuam na linha de frente do Complexo Hospitalar do Trabalhador, às 21h48 desta segunda-feira (18), a parnanguara recebeu a primeira dose do imunizante, em evento na capela do Hospital do Trabalhador, em Curitiba.

“Estou lisonjeada por ser a primeira a tomar a vacina no Paraná, uma mulher negra e mãe de dois filhos”, afirmou Lucimar. “Foram tempos difíceis, com um pouco de medo e ansiedade do que viria no futuro. Mas hoje me sinto bem, feliz, esperançosa com a vacina e muito orgulhosa com o trabalho que o HT vem fazendo junto aos pacientes e o apoio aos funcionários”, completou.

A etapa inicial da campanha de imunização foi acompanhada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, que pela manhã foi a São Paulo para receber as primeiras doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. O Paraná recebeu, para a primeira etapa da vacinação, 265.600 doses do imunizante CoronaVac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. 

Ratinho Junior destacou o papel dos profissionais da saúde ao longo de toda a pandemia e também elogiou os laboratórios públicos que vão produzir as vacinas contra a Covid: o Instituto Butantã e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“É um dia histórico para o Paraná e para o Brasil. Depois de tanto desencontro, temos agora um encontro com a ciência, com a medicina e um encontro com a esperança de retomar a vida novamente”, disse. 

“Ainda não vencemos a pandemia, estamos vencendo uma parte dessa guerra contra o coronavírus. E começamos por aqueles que mais trabalharam durante a pandemia e que colocaram as suas vidas à disposição para cuidar de outras vidas”, afirmou. “Nossos profissionais da saúde estão há dez meses trabalhando ininterruptamente para cuidar das nossas famílias e daqueles que se infectaram. Nada mais justo que eles recebessem um mínimo de defesa para enfrentar essa guerra”, completou o governador.

Na manhã de terça-feira (19), as doses começarão a ser enviadas aos municípios, que serão responsáveis pela estratégia de vacinação. De acordo com o Plano Estadual de Imunização, os primeiros grupos vacinados serão os profissionais de saúde, indígenas, idosos com 60 anos ou mais institucionalizados (que vivem em asilos ou casas de repouso) e pessoas com deficiência severa.

AEN

Nova indústria vai impulsionar fruticultura do Norte Pioneiro


A fruticultura do Norte Pioneiro do Paraná recebe impulso com a instalação de um novo empreendimento para extração da polpa das frutas cultivadas na Região. O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou da inauguração da fábrica Villa Puree, em Santo Antônio do Paraíso, nesta segunda-feira (18). A empresa é especializada na produção do purê frutífero, matéria-prima destinada à indústria alimentícia para a produção de sorvetes, sucos, geleias e chocolates, entre outros itens.

O investimento privado é de R$ 5 milhões, com a geração inicial de 22 empregos diretos. O empreendimento também contempla outros 40 colaboradores na Fazenda Villa Puree, responsável por parte do fornecimento das frutas para a indústria, além da parceria com mais 120 produtores locais, cujas famílias serão beneficiadas com mais renda na propriedade.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, participou do projeto com apoio técnico e financeiro. Foram R$ 486 mil destinados à compra de mudas pelos produtores e R$ 380 mil na pavimentação com pedras poliédricas de estradas rurais da região.

“É algo muito importante para o Norte Pioneiro. Temos trabalhado muito para gerar emprego no Interior do Estado e para isso precisamos que a agricultura seja transformada, industrializada. Não apenas vender a fruta, mas, como aqui na Villa Puree, vender a polpa da fruta. É mais valor agregado e emprego”, destacou Ratinho Junior.

Nesta primeira etapa estão previstas a extração de 300 toneladas de polpa por mês, dividida entre as culturas de abacaxi, ameixa, goiaba, manga, maracujá, morango, pêssego e pitaya. O projeto prevê uma segunda fase, a partir de 2022, com o despolpe de 1.800 toneladas por mês.

A área total com plantação é de aproximadamente 605 hectares. “É uma alternativa nova e muito importante para essa região do Paraná. A fruticultura vem para diversificar e oportunizar para pequenos agricultores uma nova fonte de renda. É um projeto ousado, que traz tecnologia, exige qualidade e vai dar escala de produção”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

Uma das sócias e diretora do empreendimento, Mirela Fernanda Freitas Alves destacou que foram firmadas parcerias com pequenos produtores de diferentes municípios nos arredores de Santo Antônio do Paraíso, como Congonhinhas, Andirá, São Jerônimo da Serra, Nova Santa Bárbara, Jaboti, Pinhalão, Ribeirão do Pinhal e Jundiaí do Sul, em um raio de até 150 quilômetros.

Ela afirma que uma das intenções do empreendimento é fomentar a fruticultura na região por meio de incentivo à produção, garantia de escoamento e assistência técnica especializada. “Pensamos em um projeto que já pudesse crescer. A intenção é expandir o processo em um ano, um ano e meio. Por isso essas parcerias foram fundamentais. É um incentivo para toda a região”, disse ela. “Sempre pensamos no desenvolvimento. Queremos gerar renda e desenvolver a região”, completou.

AEN

domingo, 17 de janeiro de 2021

Cidades do Norte Pioneiro têm vagas disponíveis para 17 cursos profissionalizantes


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) confirmou nesta quarta-feira, 13, a abertura de vagas para 17 cursos profissionalizantes em 20 cidades do Norte Pioneiro. As matrículas podem ser feitas até o dia 19 de janeiro nos municípios dos NREs (Núcleos Regionais de Educação) de Cornélio Procópio, Jacarezinho, Ibaiti e Wenceslau Braz.

Romanelli lembra que as opções para os estudantes são nas modalidades técnico subsequente (para quem já concluiu o ensino médio) e técnico integrado (para os que vão cursar o ensino médio e o técnico na mesma instituição).

Há ainda a opção por cursos de formação de professores, como o de magistério, onde o estudante poderá ministrar aulas na educação infantil, anos iniciais e ensino fundamental. “Os cursos são definidos respeitando a vocação regional. Por isso, há cursos que possibilitam o ingresso no mercado de trabalho antes mesmo da formação do aluno, devido à qualidade do curso e a carência de mão de obra especializada”, explica o deputado.

Romanelli lembra ainda que o aluno formado em curso técnico profissionalizante tem maior possibilidade de iniciar uma carreira profissional, além de ser mais valorizado, tanto em questões salariais quanto em benefícios oferecidos pelas empresas.

“Todos os cursos são gratuitos e ofertados na rede estadual de educação. O Paraná tem se preparado para a retomada da economia e certamente as empresas paranaenses terão a necessidade de contratar profissionais capacitados, uma oportunidade para os estudantes do Norte Pioneiro, extensiva a toda a região”, confirma.

Cursos — Os 17 cursos estão com vagas abertas em Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Itambaracá, Santa Mariana, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira e Sertaneja; Cambará, Carlópolis, Jacarezinho, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal e Santo Antônio da Platina; Figueira, Ibaiti, Pinhalão e Siqueira Campos; e Wenceslau Braz.

Os cursos disponíveis são de Formação Docente em Educação Infantil, Anos Iniciais e Ensino Fundamental, Técnico em Administração, Técnico em Agronegócios, Técnico em Agropecuária, Técnico em Alimentos, Técnico em Contabilidade, Técnico em Cozinha, Técnico em Edificações, Técnico em Eletroeletrônica, Técnico em Enfermagem, Técnico em Estética, Técnico em Informática, Técnico em Logística, Técnico em Mecânica, Técnico em Mecatrônica, Técnico em Recursos Humanos e Técnico em Vendas.

Os alunos podem optar ainda por cursos nos períodos matutino, vespertino, noturno ou integral. Confira em anexo a relação completa dos cursos e os municípios e instituições que os oferecem, por NRE: 

https://tribunadovale.com.br/

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Documento de propriedade de veículos também passa a ser digital


Com o objetivo de unificar todas as informações sobre veículos em um único documento, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) determinou o fim do Certificado de Registro de Veículo (CRV) impresso em papel-moeda. A partir desta segunda-feira (04) o documento passará a ser digital.

Como a medida, os dados sobre a propriedade e sobre o licenciamento do veículo ficarão reunidos no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo em meio digital (CRLV-e). A mudança foi definida na Resolução 809/2020 do Contran, publicada no Diário Oficial da União em 24 de dezembro e vale para todo o Brasil.

O antigo DUT (Documento Único de Transferência) se desvincula do CRV e se transforma na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV-e). A medida valerá para veículos registrados a partir desta segunda-feira. Os documentos expedidos anteriormente, impressos em papel-moeda verde, continuarão valendo.

“O governo federal, alinhado com as expectativas do governo estadual, está simplificando e desburocratizando a vida do cidadão, avançando na transformação digital. Isso faz com que os serviços prestados fiquem mais ágeis, modernos e seguros”, afirma o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita.

O diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Contran, Frederico Carneiro, comenta que o CRLV-e e a ATPV-e foram os últimos documentos a serem digitalizados. “Com isso, nenhum órgão de trânsito utilizará mais o papel-moeda. Estamos gerando economia para nosso país”, afirmou.

APLICATIVO - O CRLV-e estará disponível em formato digital, após a quitação de todos os débitos, no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT), pelo celular, no portal do Denatran ou por meio dos canais de atendimento do Detran-PR.

O proprietário também pode imprimir o documento em papel A4 comum, branco, que terá o QR Code de segurança, válido para fiscalização.

Situações em que se deve registrar o veículo:

- compra de veículo zero quilômetro;

- compra/venda de veículo usado;

- mudança de município de domicílio ou residência do proprietário;

- mudança de categoria ou alteração de característica do veículo.

O QUE MUDA – As mudanças não trarão impactos para quem já possui o documento de registro e a autorização para transferência de propriedade (popularmente conhecido como DUT) em papel-moeda para os veículos registrados antes de 2021. Quando esse proprietário vender o veículo, segue o mesmo procedimento atual: preenche o verso do documento com os dados do comprador, reconhece firma no cartório e, por fim, o comprador vai ao Detran para efetivar a transferência.

Para os veículos registrados a partir do dia 4 de janeiro, o procedimento será alterado. O Detran expedirá somente o CRLV-e, em formato digital. A ATPV-e, que antes vinha em branco, no verso do documento, a partir de agora será expedida somente quando o proprietário for vender o veículo.

Nessa ocasião, o proprietário solicita junto ao Detran, presencialmente ou por meio de algum canal de atendimento digital, a expedição do documento de transferência, informando os dados do comprador. O Detran disponibiliza a ATPV-e preenchida e com o QR Code de segurança.

A partir daí, o procedimento é o mesmo de antes: reconhecimento de firma no cartório e efetivação da transferência no Detran.


AEN

sexta-feira, 1 de janeiro de 2021

Prefeito Vice Prefeito e vereadores de São Jerônimo da Serra tomam posse


O novo prefeito de São Jerônimo da Serra, Venícius Rosa (PTB), tomou posse nesta sexta-feira (1º). Além dele, 9 vereadores assumiram o cargo na Câmara Municipal para a legislatura 2021-2024.

O prefeito Venicius Djalma Rosa tem 37 anos, é solteiro, declara ao TSE a ocupação de farmacêutico e tem superior completo. 

Já o vice Alan Proença (Alan Benedito Proença), do PSD, tem 48 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público estadual e tem superior completo. 


O prefeito e os vereadores do município foram eleitos em novembro do ano passado. As maiores bancadas serão do MDB, PROS, PSD e PTB, com 2 vereadores cada um.


Cabe ao prefeito decidir onde aplicar os recursos repassados ao município pelo Estado ou pelo governo federal e como administrar o que é arrecadado de impostos, como IPTU e ISS.


Ele também é responsável pelas políticas de áreas como educação, saúde, moradia, transporte público e saneamento básico. Para isso, conta com secretários que são nomeados.


O prefeito também precisa trabalhar junto com os vereadores, que representam os cidadãos no Legislativo municipal.


Os vereadores são responsáveis por elaborar e propor leis. Os vereadores podem decidir, por exemplo, sobre a criação de políticas públicas. E têm a obrigação de fiscalizar o uso do dinheiro pelo Executivo e analisar a Lei Orçamentária Anual (LOA), que estabelece as despesas do ano seguinte do município.


Os vereadores de São Jerônimo da Serra vão representar 11.128 habitantes. A cidade tem um PIB de R$ 217.296.524,00 e um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,637, segundo a última medição do IBGE, que é de 2010.

O IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvida a cidade – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda.

A média no Brasil é de 0,765, segundo dados de 2019 divulgados em 15 de dezembro de 2020 pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD).

Veja quem são os vereadores eleitos:

  • Ruy, do PTB, tem 56 anos, é solteiro, declara ao TSE a ocupação de comerciante e tem ensino fundamental incompleto. 
  • Betinho, do PTB, tem 45 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem ensino médio completo. 
  • Gordo do Pinhal, do PSD, tem 42 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de agricultor e tem ensino fundamental completo. 
  • Helio da Saúde, do PSD, tem 48 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem ensino médio completo. 
  • Regis, do PROS, tem 52 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de mecânico de manutenção e tem ensino fundamental incompleto. 
  • Edmundo Lopes, do PROS, tem 45 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de empresário e tem superior incompleto. 
  • Esquisito, do PP, tem 37 anos, é solteiro e tem ensino médio completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.
  • Delcio Costa, do MDB, tem 45 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de agricultor e tem ensino fundamental completo. 
  • Marcelo, do MDB, tem 50 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de agricultor e tem ensino médio incompleto. 

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Prefeito Laércio Pereira Correia reinaugura o prédio do Hospital Municipal de São Jerônimo da Serra.

Aconteceu na tarde de hoje (29/12), às 16:00 horas, a reinauguração do prédio do Hospital Municipal de São Jerônimo da Serra. O Hospital estava interditado e necessitava de adequações para retomar o funcionamento normal. O prefeito em exercício Laércio, juntamente com sua equipe, iniciou as melhorias necessárias e entregou a obra para a população. A solenidade de reinauguração foi restrita a convidados em razão da Pandemia Covid-19.

Durante seu discurso, Laércio ressaltou que era seu sonho terminar o mandato com a entrega do hospital para a população e assim o fez. Autoridades de vários setores marcaram presença no evento, além da equipe e familiares do prefeito em exercício.

Fotos: GazetaSJS













Governo prorroga ‘toque de recolher’ no Paraná mas libera os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro


O Governo do Estado prorrogou por mais dez dias as medidas dispostas no Decreto nº 6.294, de 3 de dezembro de 2020, que tratam sobre restrições de circulação e de distanciamento social, para evitar a propagação do novo coronavírus e conter o aumento das infecções no Paraná. A nova regra mantém em vigor a limitação de horário para circulação de pessoas no período noturno, o chamado “toque de recolher”.

O novo decreto repete as mesmas restrições anteriormente divulgadas, limitando a circulação de pessoas das 23 horas às 5 horas. Apenas serviços essenciais, como saúde e segurança pública, ficam liberados da restrição. Continua a proibição da comercialização e do consumo, em vias e espaços públicos, de bebidas alcoólicas das 23 horas às 5 horas.

No entanto, o documento traz uma ressalva dizendo que Excepcionalmente, na passagem do dia 31 de dezembro de 2020 para o dia 1º de janeiro de 2021, as medidas dispostas no decreto não se aplicam. A nova regra entrou em vigor ontem e pode ser prorrogada ou não.