Pesquisar

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Vigilância Sanitária faz alerta para doenças transmitidas por água e alimentos

Para minimizar o risco de a população se contaminar através da água e alimentos, tendo como principais agentes as bactérias, como Salmonella SP e a E. coli, a Vigilância Sanitária e Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de São Jerônimo da Serra, está com uma equipe diariamente fiscalizando os estabelecimentos alimentícios da cidade e orientando comerciantes e até mesmo consumidores que procuram o departamento a fim de tirar dúvidas. 
Segundo o Departamento de Vigilância Sanitária, e Epidemiológica, todos os anos são notificados centenas de casos de doenças transmitidas através da água e alimentos com bactérias. “A ingestão dessas bactérias ou apenas de suas toxinas resultam em quadros de intoxicações, que podem variar de acordo com o tipo e a quantidade ingerida”, ressaltando ainda que o que se deve prestar atenção é que a intoxicação alimentar não está relacionada somente ao alimento deteriorado. “Os riscos aumentam quando as características de paladar e/ou visuais de deterioração não se apresentam. O que é muito importante e vale a pena ressaltar, mais uma vez, é o controle do tempo e da temperatura dos alimentos. É necessário consumi-los o mais breve possível após a manipulação e conservá-los fora da zona de perigo ou da temperatura ótima de proliferação dos micro-organismos, ou seja, sempre acima de 65ºC ou inferior a 10ºC, dessa forma evita-se a multiplicação microbiana”.

DICA 
Todo e qualquer tipo de contaminação pode ser evitado através da higienização adequada das mãos, utensílios e também dos alimentos antes de serem manipulados, assim pode-se também prevenir a contaminação cruzada, outra causa muito frequente de intoxicação, a qual consiste no uso do mesmo utensílio sem desinfecção correta para alimentos diferentes, manuseio de carne e hortaliças, por exemplo.

Denúncias ou dúvidas, procure a Vigilãncia Sanitária e Epidemiológica de seu municpio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia