Pesquisar

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Chuva isola mais de 120 mil pessoas em 19 cidades do PR


Joyce carvalho
Direto de Curitiba

As fortes chuvas que ocorreram no Paraná desde o último sábado deixaram 120.467 mil pessoas isoladas em 19 municípios. Segundo a Defesa Civil do Paraná, 508 pessoas estão desabrigados e 872, desalojadas. O município de Cerro Azul, na região metropolitana de Curitiba, está isolado. Os dois acessos para a cidade, pela BR-476 e pela PR-092, estão interditados em função da queda de duas pontes. Equipes do Corpo de Bombeiros se deslocam da capital para o local no Vale do Ribeira que possui 17 mil habitantes.
No litoral, a corporação está retirando preventivamente moradores da localidade de Floresta, no município de Matinhos, uma das áreas que mais sofreu com as fortes chuvas que caíram em março deste ano. Na época, três pessoas morreram em função dos temporais, sendo uma na comunidade.
Ao todo, 25 famílias em Floresta querem permanecer, mas a região foi considerada de risco permanente pela Mineropar, empresa do governo do Estado responsável por laudos geológicos, após tantos deslizamentos em março. Quase todas as casas da comunidade foram destruídas pelos deslizamentos.
Desde a tragédia, foram determinadas medidas de emergência para a retirada das pessoas que permanecem no local. Desde o final de semana, choveu mais de 110 milímetros em Floresta.
Curitiba já atingiu a média de chuva para o mês
De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, a quantidade de chuva em Curitiba entre sábado e esta segunda-feira ultrapassou 153 mm. Somente hoje, até às 14h15, choveu na capital paranaense 74,4 mm. Isto representa a média para o mês inteiro de agosto.
Houve registros de alagamentos na capital e nos municípios de Almirante Tamandaré, Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Pinhais, na Região Metropolitana. Somente na capital, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil municipal atenderam ocorrências nos bairros Uberada, Pinheirinho, Pilarzinho, Santa Felicidade, Ahú e Cidade Industrial de Curitiba. No bairro São Lourenço, o trânsito ficou interditado na rua Mateus Leme depois de uma queda de barreira. Parte do quintal e do muro de uma mansão construída em um terreno no alto cedeu depois de tanta chuva acumulada.
A força da água também abriu um enorme buraco na calçada na rua 25 de Agosto, no bairro Boqueirão. A Secretaria Municipal de Obras Públicas em Curitiba trabalha também na desobstrução de galerias pluviais entupidas de lixo, o que contribui para o surgimento de pontos de alagamento.
Houve ainda o desabamento de uma residência em Rio Branco do Sul e outro em Almirante Tamandaré. No interior, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), responsável pelo abastecimento de água, registrou problemas no fornecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia