Pesquisar

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Para desocupar praça, Sema manda tribo à parque ecológico

Um grupo de índios kaingangs foi à Câmara Municipal de Londrina nesta quinta-feira (8) para reclamar sobre a assistência básica que não está sendo oferecida pelo município no local em que eles moram atualmente: o parque municipal João Milanez, a antiga Fazenda Refúgio, na zona sul da cidade.

Segundo o cacique da tribo, Paulo Cervino, faltam água, luz e outros serviços básicos que, segundo ele, deveriam ser oferecidos pela prefeitura. As 20 pessoas que moram atualmente na área estavam instaladas em uma praça no conjunto Maria Cecília (zona norte).

O cacique contou que foi o próprio secretário do Ambiente, José Novaes Faraco, que conversou com ele e ofereceu a área de preservação ambiental para a instalação da tribo. Além disso, o secretário teria disponibilizado caminhões da Sema para fazer a mudança do grupo. "Eles falaram que a Fazenda Refúgio era melhor e a gente foi, né", disse Cervino em entrevista à rádio CBN Londrina.

Os índios são do município de São Jerônimo da Serra e vieram para Londrina há três anos. A promotora de Defesa do Meio Ambiente, Solange Vicentin, definiu como "absurda" a instalação da tribo em uma área de preservação ecológica. Ela garantiu que os responsáveis pela ocupação irregular vão ser autuados e terão que dar explicações ao Ministério Público. (com informações da rádio CBN Londrina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia