Pesquisar

sábado, 21 de abril de 2012

Requião quer que Richa deponha em CPI

Tão logo seja instalada a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre o envolvimento de Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) defende a convocação de depoimentos do governador do Paraná, Beto Richa; de um cunhado de Cachoeira, chamado "Afrísio"; e de um homem acusado de ser explorar jogos ilegais no Paraná, conhecido como "Coppola".

Segundo o parlamentar revelou em Plenário, nesta quinta-feira (19), a Polícia Federal teria interceptado troca de mensagens eletrônicas entre os três. O principal fato evidenciado foi um suposto encontro entre "Copolla" e o governador Beto Richa apenas cinco dias após sua posse.

Requião observou que essa audiência teria sido comentada em e-mail trocado entre "Copolla" e "Afrísio". Além da retomada da jogatina no Paraná, a conversa entre "Copolla" e Beto Richa teria tratado da cobrança de uma indenização pelo fim do jogo no estado, ocorrido na gestão de Requião como governador.

"Está clara a urgência dessa minha comunicação. Que essa CPMI se instale e rapidamente venha explicar essa intimidade e esse encontro de tão bons resultados com o bicho e o jogo no Brasil", reivindicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia