Pesquisar

domingo, 22 de julho de 2012

Primeira-dama viaja com carro oficial para ir ao cabeleireiro

A primeira-dama de Pinhalão, Susana Ferreira Benetti usou, um veículo Volkswagen Gol, placas (BCB) 2555 pertencente ao município para ser atendida em um salão de beleza no centro de Santo Antônio da Platina. A esposa do prefeito Claudinei Benetti (DEM) foi flagrada pela reportagem da Tribuna do Vale que acompanhou seu trajeto desde que chegou ao cabeleireiro, por volta da 13h30 até o momento que saiu do estabelecimento às 14h40, onde fez uma hidratação capilar.

Ao ser flagrada a primeira-dama sequer se preocupou em negar a irregularidade. Questionada, Susana Benetti confirmou que estava no cabeleireiro e que a viagem teria sido feito com o carro do município. “Pergunte ao meu marido por que ele pegou meu carro. (Por isso) ...Tive que pegar o carro da prefeitura”, justificou a primeira-dama pouco antes de bater a porta do carro oficial e sair com destino a Pinhalão.

O seu marido Claudinei Benetti, disse que a esposa usava o carro em viagem oficial, já que é presidente do Programa Voluntariado Paranaense (Provopar) de Pinhalão. Segundo ele, a primeira-dama esteve na cidade para “levar um documento na Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro)”. No entanto, o prefeito não conseguiu explicar que documento era esse e se realmente havia sido protocolado na entidade. A sede da entidade fica em frente ao prédio da Tribuna do Vale, também no centro de Santo Antônio da Platina, e em nenhum momento durante a manhã e a tarde de ontem o carro dirigido por Susane Benetti esteve sequer próximo do local. Susane chegou a passar em frente à sede da associação, mas sem parar. A reportagem tentou contato com a direção da Amunorpi, mas o local já estava fechado.

Como senão bastasse, o prefeito confirmou que sabia que a sua esposa aproveitaria a viagem a Santo Antônio da Platina para ir ao cabeleireiro. Benetti justificou que precisou usar o carro da esposa para ir a um compromisso em Londrina. “Sabia que ela também aproveitaria a viagem a Santo Antônio da Platina para ir ao cabeleireiro”, disse.

Ministério Público

Casos como o ocorrido com a primeira-dama de Pinhalão, Susana Ferreira Benetti, podem ser denunciados ao Ministério Público (MP) caso existam suspeitas de que carros oficiais estão sendo usados para fins particulares. Se não houver comprovação de que o motivo da viagem serve para atender necessidades do município, o servidor pode responder por improbidade administrativa.

Um caso semelhante aconteceu, no fim de maio, em Ibaiti. A primeira- dama de Jaboti, Lenice de Fátima Almeida – que coincidentemente também estava ligada à Provopar, como presidente – foi flagrada quando saía de uma academia de ginástica rumo ao carro, um Fiat Uno branco com placas ATX 9689, da secretaria de Assistência Social de Jaboti, que usava.

Na ocasião a primeira-dama foi abordada por policiais militares e levada até a 37ª Delegacia Regional de Polícia de Ibaiti, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência (BO). A justificativa, dessa vez, foi de que a primeira dama teria levado uma paciente para uma consulta médica e aproveitou a oportunidade para malhar.

Ontem, uma fonte ligado ao Núcleo de Proteção ao Patrimônio Público do Norte Pioneiro, braço do Ministério Público que investiga irregularidades em administrações do Norte e Norte Pioneiro do Paraná confirmou que se o órgão vai analisar o caso e se houver indícios de irregularidade, deve abrir investigação para apurar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia