Pesquisar

segunda-feira, 23 de julho de 2012

SAMU atrasa e paciente morre a caminho do Pronto Socorro

Um homem de 29 anos morreu na manhã de ontem dentro da ambulância do Samu minutos depois de deixar a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Ribeiro, em Santo Antônio da Platina. Sebastião Mariano Filho, que morava no bairro Aparecidinho 1, deu entrada na UBS com quadro crítico de hipoglicemia e agonizou por cerca de 30 minutos à espera da ambulância.
Sem ter o medicamento apropriado – disponível apenas no Pronto Socorro -o médico acionou o Samu para encaminhá-lo à emergência. Segundo a família e os funcionários da UBS, a ambulância demorou pelo menos meia hora para chegar até a unidade.

Segundo a enfermeira Natália Moreno do Carmo, o paciente estava com a taxa de glicemia em 38. Os níveis normais variam de 70 a 110. “O quadro dele era crítico. A taxa de glicemia estava muito abaixo do normal e ele precisava receber a medicação, que nós não temos aqui na unidade básica”, explica. Segundo a enfermeira, eles tentaram outros meios de socorro, mas a viatura da Polícia Militar estava sem gasolina e o Corpo de Bombeiros estava atendendo outra ocorrência. O comandante do CB, aspirante Jefferson Gregório, porém disse que não recebeu nenhuma chamada.

A família está desolada com a morte precoce de Mariano Filho. A irmã Lizandra Mariano, ainda não acredita no que aconteceu. “É um absurdo nos dias de hoje faltar ambulância. Na inauguração teve fita, festa, mas pena que a realidade é bem diferente, é só tristeza”, desabafa, referindo-se ao Samu.

Ela contou que o irmão também sofria de doenças cardíacas, mas que estava bem após um período internado no Hospital Nossa Senhora da Saúde. “Ele sofria com o alcoolismo, mas como estava muito debilitado, deixou de beber. No fim de semana ele saiu do hospital bem, se tivesse sido medicado a tempo ontem estaria vivo”. A mãe do rapaz, Tereza Mariano, não teve condições emocionais de falar com a reportagem. O enterro está marcado para as 10 horas de hoje, no Cemitério São João Batista. 

Tanto a coordenadora da Regional do Samu de Cornélio Procópio, Vanessa Alcântara, como o secretário interino de Saúde, João Tarcisio Silvério, foram procurados pela reportagem mas não retornaram a ligação.

Tanosite

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia