Pesquisar

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Vereador espancado acusa adversários

Segundo o vereador, o grupo adversário chegou dando pedradas em seu carro, onde estavam sua esposa e filha

O vereador de Tomazina Delcino Nabor da Silva, presidente do PSDB, e morador do Bairro do Barro Preto, e seu amigo Severino Serafim Vieira, acusam cabos eleitorais e simpatizantes do candidato a prefeito Luiz Farias de espancamento. As agressões teriam acontecido no sábado, 17, por volta das 22 horas em frente a um estabelecimento comercial na localidade.
Segundo o vereador, o grupo de Luiz Farias, chegou no local arrebentando o carro do vereador a pedradas que estava estacionado na frente do bar com sua esposa e filha que o aguardavam no interior do veículo. O vereador ao ver a esposa e a filha saírem correndo do carro, foi em defesa da família, momento em foi atacado violentamente por uma pedra e caiu no chão. Foi quando, conta o Silva, os agressores, em torno de 10, se aproveitaram da situação e deram continuidade às agressões. O amigo Severino saiu em defesa do vereador e também foi violentamente agredido.
Segundo a vítima, ele e um grupo de amigos comemoravam no bar a conclusão do calçamento de uma rua do bairro, que era um antigo anseio daquela comunidade e um pedido especial do vereador na câmara. Em outro bar das proximidades o grupo de cabos eleitorais e simpatizantes de Luiz Farias bebiam e soltavam rojões. “Eles estavam em outro bar bebendo e soltando rojões e atirando. A Polícia Militar chegou a ser avisada, mas estava atendendo outras ocorrências. Nós nem imaginávamos que isso pudesse acontecer, afinal estamos disputando uma eleição e vivemos em uma democracia, mas quando a maioria dos nossos amigos foi embora eles chegaram de surpresa dando pedradas no meu carro, foi quando minha esposa e a minha filha saíram assustadas. Minha filha de 12 anos foi agredida pelo grupo, minha esposa correu e gritou, nesse momento eu sai em defesa da minha filha e fui atingido por uma enorme pedra e caí no chão a partir daí eles me agrediram de todas as maneiras, socos pontapés, pedradas e pauladas. Meu amigo veio para me defender e também foi agredido. Eles foram extremamente covardes”, afirmou o vereador.
O ex-prefeito Luiz Farias foi procurado pela reportagem para comentar as acusações contra seus cabos eleitorais e correligionários, mas ele não foi localizado em seu telefone residencial, nem em seu celular.

Tanosite

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia