Pesquisar

sábado, 13 de outubro de 2012

Professores do ensino médio da rede pública receberão tablets em 2013


Os 27 mil professores de ensino médio da rede pública estadual começarão o ano letivo de 2013 equipados com tablets. Esta semana o governador Beto Richa autorizou a formalização de contrato com a Positivo Informática para o fornecimento de 32 mil tablets, dos quais 5 mil formarão estoque de reserva.
Os novos dispositivos serão comprados com recursos do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo) e complementam o esforço do governo estadual para promover a inclusão digital e a modernização do sistema educacional paranaense.
O Proinfo prevê investimento de R$ 150 milhões para a distribuição de 900 mil tablets em todos os estados do Brasil. A empresa fornecedora foi definida por licitação realizada pelo governo federal em 2011. No Paraná serão investidos cerca de R$ 9,5 milhões. A previsão é que os equipamentos sejam distribuídos até o início de janeiro. As escolas estaduais também receberão 3,3 mil projetores multimídia para apoiar o trabalho dos professores.
"É um programa que está de acordo com o nosso compromisso de investir na qualidade do ensino no Paraná", disse o governador Beto Richa. Ele citou outros avanços promovidos pelo governo na área da educação, como o reajuste dos salários dos professores, que nos últimos dois anos totaliza 34,85%.
Segundo o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, o governo estadual será responsável por toda a estrutura para o funcionamento dos equipamentos, bem como pelo treinamento dos professores que vão receber o aparelho, para que possam potencializar o uso da nova ferramenta. "A tecnologia vai ajudar os nossos professores em diversas atividades, tanto na organização das aulas quanto na pesquisa", disse.
Tablets
Fabricados no Brasil, os tablets serão coloridos, com telas de 7 e 10 polegadas, bateria com duração de 6 horas, peso abaixo de 700 gramas, tela multitoque, câmera e microfone para trabalho multimídia, saída de vídeo, conteúdos pré-instalados, entre outras características.
O governo pagará R$ 276 pelo tablet de 7 polegadas e R$ 462 pelo de 10 polegadas. Com o novo equipamento, o professor poderá preparar as aulas, acessar a internet e consultar conteúdos como revistas pedagógicas e 60livros que estarão instalados no equipamento. Estarão disponíveis conteúdos para aulas de disciplinas como Física, Matemática, Biologia e Química.
O diretor geral da secretaria da Educação, Jorge Eduardo Wekerlin, disse que o governo estadual apresentou à União um pedido para que sejam comprados tablets também para todos os alunos e professores do ensino fundamental. "É uma ferramenta completa que melhora a interação entre os professores e alunos", disse ele. Segundo ele, com o equipamento será possível, por exemplo, o professor registrar a presença dos alunos diretamente no sistema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia