Pesquisar

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ambiental prende dois homens armados em São Sebastião da Amoreira

Depois de receber denúncia anônima, relatando a ocorrência de caça em reserva legal de uma propriedade rural do município de São Sebastião da Amoreira, policiais militares ambientais iniciaram buscas na propriedade no intuito de prender os criminosos.

As informações revelavam que dois homens praticavam caça, e sua ação se dividia em dois momentos, no primeiro armavam armadilhas para a captura de animais silvestres vivos.

No segundo momento percorriam os locais e conferiam as armadilhas, e com o uso de arma de fogo abatiam de forma cruel os seres vivos que fossem capturados.

Os policiais percorreram a pé cerca de 20 km de área e no caminho encontraram armadilhas e vestígios da caça que estava em andamento.

Prosseguindo pelo patrulhamento, já por volta das 22 horas desta quarta-feira (28), localizaram dois homens em flagrante de crime ambiental previsto como caça a animais silvestres.

O primeiro deles tem 46 anos de idade, declarou que tem a profissão de agricultor, é morador na cidade de Nova Fatima, cerca de 50 km do local da sua prisão, e o segundo tem idade de 33 anos, também declarou ser agricultor e morava na propriedade verificada e na sua posse foi localizada e apreendida uma espingarda marca CBC, calibre .32, em perfeito estado de conservação, com quatro cartuchos intactos e prontos para o uso no abate dos animais capturados nas armadilhas.

Imediatamente foi dada voz de prisão aos dois envolvidos que não esboçaram reação contra a guarnição policial, sendo detidos e lidos os seus direitos constitucionais, não sendo verificada nenhuma resistência ou necessidade de uso de força policial.

Depois de identificados os dois foram conduzidos ao distrito policial de São Sebastião da Amoreira, aonde foram autuados em flagrante pelo crime constatado.

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental vem realizando intenso esforço em todo o Estado, conforme ordem direta de nosso comandante do BPMA, Tenente Coronel Chehade Elias Geha, no sentido de reprimir delitos ambientais, como o tráfico de animais silvestres, a pesca ilegal e predatória, a caça e outros ilícitos ambientais.

Nossas ações se tornam mais eficazes, como comprovado nesta ocorrência, quando a sociedade participa, informando os locais onde estão sendo praticados crimes ambientais não sendo necessária a identificação do denunciante no telefone (43) 3341-7733.

Informepelicial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia