Pesquisar

domingo, 25 de novembro de 2012

São Jerônio da Serra, grupo enfrenta trilha com alto grau de dificuldade em duas rodas


Nosso amigo Neyzinho Gafieira organizou mais uma aventura inesquecível. Desta vez o destino escolhido foi São Jerônimo da Serra.
O Ney partiu pra lá na quarta-feira a noite (véspera do feriado do dia 15), acompanhado pelo Santão, Zé, Luciano e Nino. Eu, Valdirzinho e Nelsão saímos às quatro da madruga da quinta. Chegamos pouco antes do César de Sabaúdia e do seu parceiro Rôia.
Foi só o tempo de tirar as motos da caçamba e vestir a tralha para cair na trilha.
Cesinha foi nosso puxador, e, nem bem a trilha começou já veio a primeira bocada. Assim foi o dia todo, uma trilha atrás da outra, morros e morros, pedra sobre pedra. Uma trilha fantástica com um grau de dificuldade muito alto.
Os tombos foram inevitáveis e todo mundo foi ao chão. Eu, bati meu recorde. Devo ter caído pelo menos umas dez vezes. Também, com tanta laje lisa e pedras soltas. Neyzinho levou um capotão logo no começo. Nelsão então nem se fala, ferveu mais que chalera no fogo alto.
As paisagens de São Jerônimo são de cair o queixo. Além dos morros e vales, os rios de água mansa e cristalina em meios as pedras e com paredões em volta são demais! Pouca vezes vi lugares tão bonitos.
Sem almoço tocamos até o fim da tarde e, na última trilha começou a chover. Foi o que faltava pra deixar a trilha ainda mais emocionante.
Fazia tempo que queria conhecer esta trilha e ela correspondeu às minhas expectativas. A melhor trilha que já  fiz na minha vida!
Maringá em ação













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia