Pesquisar

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Senador chama Beto Richa de "zero à esquerda"

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), foi chamado de "zero à esquerda" pelo senador do Rio Grande do Sul, Pedro Simon (PMDB). O ataque foi feito em entrevista à Revista Congresso em Foco quando Simon falava sobre os governadores da Região Sul.
"Se olhar na eleição passada [para governador], não tinha ninguém. No Rio Grande do Sul, o Tarso é um zero à esquerda. No Paraná e em Santa Catarina, zero à esquerda. Na anterior, eram o Luiz Henrique em Santa Catarina, o Serra em São Paulo, o Aécio em Minas, o Eduardo Campos em Pernambuco. Era algo empolgante. A União é hoje tão forte que até o governador de São Paulo não tem peito de abrir a boca contra o governo federal porque precisa dele. A receita está toda aqui. Os prefeitos viraram uns pedintes. E os governadores também. É a triste realidade."
O senador do PMDB disparou contra outros dois principais partidos brasileiros. Ele colocou PT e PSDB no mesmo patamar.
"Que diferença tu achas que há entre o PT do Lula e o PSDB do Fernando Henrique? Nenhuma."
A pedido da revista, Simon ainda deu notas para os últimos presidentes do País.
"Da geração após a ditadura, dou nota quase dez para o Itamar. Dignidade, seriedade, firmeza, correção. Quase dez. Depois, boto a Dilma. Mas, para ela, até agora, não pode ser uma nota definitiva. Em seguida, vem o Lula e, por último, o Fernando Henrique."
Além disso, comentou a possibilidade de Renan Calheiros (PMDB-AL) voltar a ser presidente do Senado.
"A única chance de o Renan não se eleger presidente do Senado é a imprensa voltar com as acusações contra ele. Mesmo assim, é muito difícil. Mas, se Deus existe, tudo é possível".

Ta no site

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia