Pesquisar

terça-feira, 30 de julho de 2013

Médicos de São Jerônimo da Serra aderem à paralisação nacional

Pelo menos 50% dos médicos do Paraná paralisaram as atividades em todo o estado nesta terça-feira (30) seguindo o calendário de paralisações programado pelas entidades médicas nacionais, de acordo com o Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná (Simepar). O Conselho Regional de Medicina do Estado do Paraná (CRM-PR) garantiu que um “número representativo” de médicos aderiu à greve, porém, não soube precisar quantos profissionais paralisaram as atividades nesta terça.

Os médicos pedem pela derrubada dos vetos à regulamentação das competências médicas (Lei do Ato Médico) e da MP 62, que institui o programa Mais Médicos, e por mais investimentos do governo na saúde – defendidos pelo projeto Saúde +10. Melhores condições de trabalho e criação de plano de carreira para os médicos do SUS também estão entre as reivindicações da categoria.

Em São Jerônimo da Serra os médicos também aderiram a paralisação, onde não houve atendimento no Centro de Saúde e nas UBS dos distritos, mas os casos de urgência e emergência foram atendidas normalmente no Hospital Municipal não comprometendo assim o atendimento a população que precisou de atendimento médico.

Os demais atendimentos oferecidos pela secretaria municipal de saúde foram realizados normalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia