Pesquisar

domingo, 21 de julho de 2013

Paraná deve enfrentar frio mais intenso da década, diz meteorologista

O frio vai aumentar entre a noite deste domingo (21) e a madrugada de segunda-feira (22) em todo o Paraná, inclusive com chances de neve nas cidades do sudoeste e do sul do estado. De acordo com a o Instituto Simepar, a temperatura está caindo devido ao avanço de uma massa de ar polar vinda do sul do país. "Esse será o frio mais intenso dos últimos dez anos", afirmou o meteorologista Paulo Barbieri.
Na segunda-feira, as mínimas na região sudoeste e sul devem ser de -1ºC e não devem passar dos 7ºC. Na região oeste, as temperaturas variam entre 4ºC e 10ºC. Em Curitiba, também esfria bastante e a mínima para a segunda deve ser de 6ºC. Já nas regiões noroeste e norte, a mínima será em torno dos 9ºC.Segundo ele, as chuvas fracas combinado com temperaturas baixas podem provocar neve nas cidades de Pato Branco,Clevelândia, Palmas e General Carneiro, entre a tarde de segunda e a madrugada de terça-feira (23). De acordo com Barbieri, para que ocorra neve é preciso que a temperatura na atmosfera esteja abaixo de 0ºC para congelar as gotas da chuva. Também é preciso bastante frio no solo para que os flocos se acumulem. No Paraná, o último registro de neve foi no dia dois de agosto de 2011, também em Palmas, na região sul.
Apesar da possibilidade de neve para segunda, o meteorologista garante que o frio intenso está previsto para terça-feira (23), quarta-feira (24) e quinta-feira (25), onde as mínimas devem ser de -3ºC. Nestes dias, também há riscos de geadas em praticamente todo o estado.
G1 Pr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia