Pesquisar

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Mãe é detida acusada de dar cerveja para bebê

Uma mãe de 29 anos foi detida domingo (4) acusada de dar cerveja ao bebê, de aproximadamente seis meses, em um bar de São José do Rio Preto. A bebida estava em uma mamadeira, misturada ao leite.
Segundo boletim de ocorrência, Silméia Teodoro derramou o líquido que estava no recipiente ao perceber a aproximação do carro da Polícia Militar, que se deslocou ao bar, localizado no bairro Santo Antônio, por meio de uma denúncia anônima.
A mulher nega a acusação e, segundo o boletim de ocorrência, estaria com aparência de embriaguez e com "odor etílico forte" quando foi abordada, por volta das 10h30.
O bebê foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para se submeter a exame de dosagem alcoólica. Se ficar comprovada a ingestão de cerveja, a mãe pode responder por lesão corporal e pela acusação de "entregar produto cujos componentes podem causar dependência".
A criança está sob os cuidados do pai e de uma tia, e o caso está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar.

Prejuízos à saúde

A ingestão de álcool na infância prejudica o desenvolvimento da criança e pode torná-la hiperativa e com dificuldades na aprendizagem, segundo Larissa Esper, 27, enfermeira do Programa de Ações Integradas para Prevenção e Atenção ao Uso de Álcool e Drogas na Comunidade (PAI-PAD), da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo).
Segundo ela, o organismo dos bebês não é capaz de metabolizar a substância, considerada tóxica.
Se o consumo ocorrer durante a gestação da mãe, os bebês podem nascer menores e com malformações cardíacas e ósseas, entre outros problemas, segundo a enfermeira.

Do UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia