Pesquisar

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Cuide bem dos joelhos

Fotos: ShutterstockMaior articulação do corpo humano, o joelho é responsável pela sustentação de 70% do peso de toda a estrutura corporal. Portanto, se ao menos um deles não está saudável, fica praticamente impossível realizar atividades simples do dia a dia como caminhar, pular, correr, nadar, dançar, entre outras. E é principalmente por conta disso, pelo alto nível de exigência, que os joelhos se tornam responsáveis por grande parte das queixas nos consultórios ortopédicos. 

Estrutura complexa, eles estão bastante suscetíveis a traumas, e são alvos de várias afecções, como artrites, bursites e tendinites. Os vilões são, quase sempre, a sobrecarga corporal (sobrepeso ou obesidade) e o esforço excessivo, por exemplo, na prática de exercícios físicos. 

"O esporte mais popular em nosso país, o futebol, é um grande vilão nas lesões do joelho. As torções comumente causam lesões, como roturas de meniscos ou de ligamentos que resultam em abordagem cirúrgica", observa o ortopedista Rodrigo Medeiros, do Instituto de Videoartroscopia, Ortopedia e Traumatologia (IVOT), de Londrina. 

Para completar, a articulação do joelho é muito exposta e bastante vulnerável. Diferentemente de outras articulações do corpo humano, que são cobertas por grupos musculares, o joelho tem como única proteção a pele, o que o deixa mais desprotegido de traumas. 

Para se ter a dimensão da importância de cuidar dos joelhos, alguns estudos já concluíram que tê-los saudáveis influencia diretamente na expectativa de vida das pessoas. A ideia pode parecer exagerada, mas tem seus fundamentos. Quando essa articulação apresenta problemas, qualquer tarefa que exija das pernas, por mais simples que seja, torna-se difícil. 

"E daí o indivíduo fica impossibilitado de praticar atividades físicas, o que pode acarretar no surgimento de outros problemas mais graves, como já sabemos, entre eles a obesidade, colesterol alto, diabete, hipertensão e outros fatores que trazem prejuízos dos pés à cabeça", cita o médico. "O importante é a termos ciência de que a prevenção de problemas no joelho promove um bom funcionamento do corpo inteiro", observa Medeiros. 

Atenção aos sinais
O primeiro sintoma de que algo não está legal é sempre a dor. Junto dela podem aparecer problemas comuns das articulações, como bursites e tendinites, estas de tratamentos mais simples. Casos mais avançados, com quadro acentuado de desgaste provocam a artrose, que é classificada em primária e secundária. Ela possui os mesmos sintomas que apontam a perda progressiva da função, mas a primeira possui causas, enquanto a segunda não. 

"As dores, inchaços nas articulações, ruídos e crepitações são os alertas mais comuns que o corpo emite neste caso", enumera Medeiros. "Todos os sintomas resultam em outro sinal, que é a dificuldade para se locomover", complementa. 

Como prevenir
Realizar exercícios físicos regularmente é o primeiro passo para cuidar bem dos joelhos. "A atividade física é fundamental para a prevenção de inúmeras doenças e mesmo para a reabilitação de lesões, inclusive do joelho", salienta o ortopedista. 

Também é recomendável realizar alongamentos sempre, independentemente de ter praticado ou não exercícios físicos no mesmo dia. "Funcionando melhor, as lesões e o desgaste são reduzidos. Sobrecarregam-se menos os ligamentos e as cartilagens, dando mais qualidade ao funcionamento dessas estruturas", afirma o ortopedista.

Reportagem Local - FolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia