Pesquisar

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Richa vai sancionar lei do Programa Família Paranaense

O governo do Paraná vai tornar permanentes os programas de transferência direta de renda para famílias em condição de extrema pobreza. A Assembleia Legislativa aprovou a redação final do projeto que repassa recursos às famílias para que a renda per capita alcance R$ 80,00 por mês. O projeto segue agora para sanção do governador Beto Richa e a previsão é atender 104 mil famílias.

O programa atenderá os beneficiados do Bolsa Família e outras duas mil famílias que não têm nenhuma complementação de renda. Essas famílias vão receber do governo do estado R$ 80,00 de renda per capita. O programa foi lançado em março de 2012 e conta com a participação de 18 secretarias estaduais. Até agora, 353 prefeituras assinaram termo de adesão para executar o programa, que já atendeu 18.952 famílias. As principais ações realizadas envolvem as áreas de assistência social, saúde, habitação, trabalho, educação e segurança alimentar.

A transferência dos recursos varia de acordo com a renda familiar. O Estado repassará recursos às famílias cadastradas no programa para que cada pessoa receba R$ 80,00 por mês. Uma família com 5 pessoas, por exemplo, receberá uma renda de R$ 400,00 por mês. O Bolsa Família, do governo federal, permite que a família tenha uma renda per capita de, no mínimo, R$ 70 reais. Nesse caso, o Estado vai complementar e elevar a renda delas até R$ 80,00 per capita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia