Pesquisar

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Alvorada do Sul enfrenta epidemia de dengue

Com pouco mais de 10 mil habitantes, o município de Alvorada do Sul (71 km de Londrina) já enfrenta uma epidemia de dengue em 2014. Do dia 28 de julho do ano passado até esta quinta-feira (9), foram computadas 342 notificações, sendo que 25 pessoas foram contaminadas com a doença neste período. Ao longo de 2013, foram confirmados 283 casos da doença no município.
O diretor de Vigilância em Saúde da 17ª Regional, que tem sede em Londrina, Eduardo Andrello, explicou nesta quinta-feira (9) que Alvorada do Sul está recebendo um trabalho intensificado para tentar reduzir o número de notificações e constatações da doença.
Nesta semana, foi aplicado o quinto ciclo de fumacê para tentar eliminar boa parte dos focos da dengue que se espalharam pelo município. Banhado pela Represa Capivara (Rio Paranapanema), Alvorada do Sul tem centenas de chácaras de lazer, sendo considerada uma cidade de turismo na região.
De acordo com ele, a força-tarefa junto ao município conseguiu resolver problemas com dois ferros-velhos e também com um depósito de pneus a céu aberto na cidade. Além disso, ele credita às condições climáticas e à falta de colaboração da população o alto índice de casos de dengue.
"Quando a gente chega nesse ponto é porque alguém não fez a tarefa de caso durante todo o ano. Teve número insuficiente de agente de endemias, muito calor, inclusive no inverno e o que mais dói em dizer é que a colaboração de um modo geral ainda é muito pequena. Infelizmente, só com um caso na família é que as pessoas ficam mais atentas", lamentou.
Conforme a 17ª Regional de Saúde, a situação também é considerada preocupante nos municípios de Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Ibiporã. Jataizinho e em Londrina. No caso de Londrina e Cambé será solicitado aplicação do fumacê nos bairros mais críticos da cidade.
O Diario

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia