Pesquisar

terça-feira, 12 de junho de 2018

Em Sapopema criança de 4 anos relada ter sido vítima de estupro enquanto brincava

Ontem, segunda-feira, 11, na Rua João Carneiro de Melo, no Jardim Novo Horizonte, por volta das 13h50min compareceu na delegacia de polícia de Sapopema, uma mãe relatando que no dia 10 deste mês, sua filha de apenas 4 anos havia sido vítima de um possível abuso sexual, a filha da vítima estava na residência dos fundos brincando com duas crianças, uma de nove anos e outra de cinco anos, devido ao horário chamou sua filha para ir embora, momento que a mãe das outras crianças, disse ” ela vai ficar brincando aqui, vai jantar primeiro”. 

Cerca de trinta minutos depois, sua filha chegou na residência, chorando e sua mãe perguntou o que havia acontecido, a criança disse que haviam tirado suas calças. Assim, foi até a residência, para perguntar sobre o acontecimento, momento que a proprietária disse que somente as crianças estavam brincando, quando a criança de cinco anos, disse que a outra havia passado “Pomada” apontando um plástico contendo graxa, além de dizer que ela havia introduzido o dedo nas partes íntimas da menina. 

Neste momento também compareceu um indivíduo convivente da proprietária da residência, o qual diante da situação veio para cima da mãe pegando em seu pescoço e empurrando-a em direção a um vidro, causando lesão em sua mão direita, necessitando diversos pontos. Sendo assim, nesta data(11), compareceu ao conselho tutelar e ao hospital municipal da cidade de Sapopema-PR, para que fosse averiguado a situação da criança e tomados os devidos procedimentos, pois encontra-se abalada psicologicamente pelos fatos. 

Após o atendimento com o médico, foi possível constatar uma vermelhidão nas partes íntimas da criança, mas não sendo possível verificar se de fato havia ocorrido alguma forma de abuso. Sendo assim, foi entregue o laudo de lesões corporais e orientada a mãe na presença do conselho tutelar, quanto aos procedimentos cabíveis.


Com informações 26BPM
Redação Portal Curiúva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia