Pesquisar

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Inquérito contra Richa sai das mãos de Sérgio Moro

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou, nesta quarta-feira (20), um pedido da defesa do ex-governador Beto Richa (PSDB) e retirou das mãos de Sérgio Moro um inquérito que investiga supostos repasses de recursos da Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014. Agora, o caso ficará apenas com a Justiça Eleitoral.
O inquérito tramitava no STJ e investigava repasses para campanhas de 2008, 2010 e 2014. Porém, em abril, quando Richa deixou o cargo para concorrer ao Senado e perdeu o foro privilegiado, o caso foi enviado ao Paraná. Parte do processo, referente às campanhas de 2008 e 2010, foi para a Justiça Eleitoral do estado.
Outra parte, referente à campanha de 2014, ficou a encargo de Moro, na primeira instância da Justiça Federal do Paraná. A divisão aconteceu por conta da suspeita de que houve caixa 2 e corrupção – Richa é suspeito de receber R$ 3 milhões da Odebrecht como contrapartida ao favorecimento da empresa na licitação da PR-323, rodovia no noroeste do Paraná.
O argumento da defesa de Richa, acolhido pelo STJ, é o de que as acusações se referem apenas à prática de caixa 2, o que compete à Justiça Eleitoral julgar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia