Pesquisar

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Assaltantes invadem loja, atacam terror na cidade de Sapopema e faz duas pessoas reféns


Na tarde desta quarta-feira, 30 de novembro de 2018, por volta das 14h30min, a equipe de polícia estava em patrulhamento pela cidade de Sapopema, precisamente área central, quando foram informados por telefone que uma loja estava sendo assaltada, de imediato a polícia deslocou até o local e quando aproximou da loja  foram recebidos por um disparo de arma de fogo, então foi revidado com um disparo em direção do agressor e assim, os PM’s procuraram um abrigo atrás de veículos próximos, logo chegou apoio de outra viatura após alguns minutos saíram do interior da loja dois elementos encapuzados e tomando como reféns duas pessoas, e invadiram-se sentido antiga estrada da ‘Reta’, de imediato a polícia então, saíram em acompanhamento tático e os elementos entraram na rodovia PR-090 e seguiram sentido o município de Curiúva/PR.

A equipe de polícia continuou próximo ao veículo, e em certo momento os elementos efetuaram dois disparos e continuaram em fuga até que entraram em uma estrada rural de acesso a fazenda Canaã e perderam o controle do veículo ficando encalhados em uma valeta.

Realizado buscas nas proximidades e no interior do veículo a polícia encontrou uma bolsa de cor preta onde estavam diversos objetos do roubo, foi feito a apreensão dos objetos, do veículo e do revólver Cal...38 de numeração suprimida o qual estava carregado com quatro munições intacta e duas deflagradas, os quais foram todos entregues na 57º DRP de Curiúva, juntamente com os autores para procedimentos cabíveis.


Com informações: http://www.portalcuriuva.com/

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Ex-prefeito de Sapopema tem os bens bloqueados em quase R$ 4 milhões

Foto: MPPR
Em Sapopema, Norte Pioneiro paranaense, o ex-prefeito da cidade (gestão 2005-2008), outras dez pessoas e uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) estão com os bens indisponibilizados pela Justiça a partir de ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Curiúva, responsável pela comarca. A liminar impõe o bloqueio de bens em até R$ 4.341.003,82. O MPPR sustenta no processo que houve diversas ilegalidades na contratação da Oscip e a terceirização de serviços essenciais de saúde.
O caso chegou à Promotoria de Justiça a partir de relatório do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, que indicou diversas irregularidades na contratação da entidade requerida na ação para prestação de serviços de saúde ao Município, por meio de termo de parceria que esteve em vigência entre 2007 e 2008. Além do ex-prefeito de Sapopema, estão entre os requeridos no processo a ex-secretária municipal de Saúde, o então procurador jurídico do Município, a responsável pela Oscip e servidores municipais que participaram da licitação para a contratação da entidade.
Entre as ilegalidades, são apontadas situações como a acumulação de funções pelo então presidente da comissão de licitação (que era também chefe da divisão municipal de finanças), falta de clareza para a determinação do valor máximo da licitação, inconsistências entre valores de notas fiscais emitidas com valores efetivamente pagos (bem como falta de descritivo a respeito dos serviços relativos às notas), falta de relatório de acompanhamento do termo de parceria e de prestação de contas, atrasos de pagamentos de pessoal, contratações indevidas de médicos e a manutenção geral dos serviços municipais de saúde pela Oscip.
Como resumido na ação, “[…] houve repasses pelo Município de Sapopema, nos anos de 2007 a 2008, totalizando o valor de R$ 964.446.84, à representada Organização da Sociedade Civil de Interesse Público […], decorrente de terceirização irregular de mão de obra de saúde, sem observância da Lei no. 9.790/1999”.
Em valores atualizados, conforme auditoria do MPPR, isso representa um total de R$ 4.341.003,82 de dano ao patrimônio público, referente aos valores repassados indevidamente à Oscip. No mérito do processo, a Promotoria requer que esse valor seja devolvido aos cofres públicos.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Sinal analógico de TV será desligado amanhã no interior de SP, PR, RJ e RS

Seguindo o cronograma estipulado pelo Grupo de Implantação da TV Digital (Gired) da Anatel e informado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o sinal analógico de televisão vai ser desligado por completo a partir de amanhã, 28 de novembro, interior do Paraná, no interior do Rio de Janeiro e de São Paulo, e no sul do estado do Rio Grande do Sul.

Esse vai ser o penúltimo grupo de cidades a dizer adeus para o sinal analógico de televisão, que está sendo descontinuado para o uso do sinal digital, que já está em vigor em todo o território nacional. De acordo com a programação, o interior do Paraná e do sul do Rio Grande do Sul terão o sinal cortado amanhã mesmo (28). Já o interior de São Paulo e do Rio de Janeiro passarão por um processo que começa amanhã e vai até dia 12 de dezembro.

Quem for beneficiário de algum programa social do governo, como o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida e outros, tem direito de receber gratuitamente um kit que permite a conversão do televisor para captar o sinal digital. Para isso, basta acessar este link ou fazer uma ligação para o número 147.
Confira a seguir a lista com todas as cidades afetadas pelo cancelamento do sinal analógico amanhã, dia 28:

Agrupamento: Paraná

Municípios do estado do Paraná: Alto Paraíso, Alto Piquiri, Amaporã, Ângulo, Apucarana, Arapongas, Araruna, Assaí, Assis Chateaubriand, Astorga, Atalaia, Bela Vista do Paraíso, Bom Sucesso, Braganei, Brasilândia do Sul, Cafezal do Sul, Califórnia, Cambé, Cambira, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Corbélia, Cornélio Procópio, Corumbataí do Sul, Cruzeiro do Oeste, Cruzeiro do Sul, Diamante D'Oeste, Douradina, Doutor Camargo, Engenheiro Beltrão, Entre Rios do Oeste, Fenix, Floraí, Floresta, Florestópolis, Flórida, Foz do Iguaçu, Francisco Alves, Guairaçá, Guaporema, Ibema, Ibiporã, Iguaraçu, Indianópolis, Iporã, Iracema do Oeste, Itaipulândia, Itambé, Ivaté, Ivatuba, Jandaia do Sul, Japurá, Jataizinho, Jesuítas, Jussara, Leópolis, Londrina, Luiziana, Mandaguaçu, Mandaguari, Maria Helena, Marialva, Marilândia do Sul, Mariluz, Maringá, Maripá, Marumbi, Matelândia, Mauá da Serra, Medianeira, Mercedes, Mirador, Missal, Moreira Sales, Munhoz de Melo, Nova Aliança do Ivaí, Nova América da Colina, Nova Aurora, Nova Esperança, Nova Olímpia, Nova Santa Bárbara, Nova Santa Rosa, Novo Itacolomi, Ourizona, Ouro Verde do Oeste, Paiçandu, Paranavaí, Pato Bragado, Peabiru, Perobal, Pérola, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Prado Ferreira, Presidente Castelo Branco, Quatro Pontes, Ramilândia, Rancho Alegre, Rolândia, Rondon, Sabáudia, Santa Cecília do Pavão, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São Jerônimo da Serra, São Jorge do Ivaí, São José das Palmeiras, São Manoel do Paraná, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Iguaçu, São Sebastião da Amoreira, São Tomé, Sarandi, Serranópolis do Iguaçu, Sertaneja, Sertanópolis, Tamboara, Tapejara, Terra Rica, Toledo, Tuneiras do Oeste, Tupãssi, Umuarama, Uniflor, Uraí, Vera Cruz do Oeste, Xambrê.

MP cumpre mandados na prefeitura de Bandeirantes e prende servidores

Wikipedia Commons/Luiz Jacobucci
O Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), a 2ª Promotoria de Justiça de Cornélio Procópio e a 1ª e a 2ª Promotorias de Justiça de Bandeirantes deflagraram nesta terça-feira (27) a Operação Alecto, que visa apurar a prática dos delitos de associação criminosa, peculato e lavagem de dinheiro na cidade de Bandeirantes, norte do Paraná.
Segundo o Ministério Público, as investigações demonstraram a formação de um grupo de servidores lotados na Prefeitura de Bandeirantes que se uniram com a finalidade de desviar valores das contas bancárias do Município para suas próprias contas-salário, prevalecendo-se dos acessos aos sistemas e fraudando as prestações de contas. Apenas no período referente a 2017, constam desvios de valores não justificados de quase R$ 900 mil.
Na manhã desta terça-feira, são cumpridos quatro mandados de prisão temporária contra os servidores e cinco mandados de busca e apreensão em suas residências e na sede da Prefeitura de Bandeirantes. Além disso, foram expedidas ordens de sequestro de bens e bloqueios de contas bancárias dos investigados e expedidas ordens de quebra de sigilo bancário, fiscal e financeiro dos investigados, a fim de aferir o destino dos valores.
Para o cumprimento dos mandados, a operação conta com o apoio do núcleo de Londrina do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), dos Batalhões da Polícia Militar em Jacarezinho e Cornélio Procópio e das Promotorias de Justiça de Cornélio Procópio, Wenceslau Braz, Andirá e Congonhinhas.
Tarobá News com MP-PR

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Veículo da saúde de Curiúva sofre gravíssimo acidente na PR-444

Reprodução/Jabá
Um acidente de trânsito ocorrido na manhã desta sexta-feira (23), na PR-444 (Rodovia Hermínio Antônio Pennacchi), em Arapongas, deixou três pessoas feridas.
De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), um veículo da Saúde Pública do município de Curiúva deixou um paciente em Rolândia e iria levar outros para Jandaia do Sul quando o carro ficou desgovernado em razão da pista molhada por causa da chuva e capotou.

As três pessoas que estavam no veículo ficaram feridas. Elas foram socorridas pelo Samu e encaminhadas ao Honpar. Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados.

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Justiça manda fechar praça de Jacarezinho e reduzir em 26,75% as tarifas da Econorte

A Justiça Federal determinou nesta quinta-feira (22) o fechamento da praça de pedágio da concessionária Econorte em Jacarezinho, a redução em 26,75 % dos preços das tarifas nas outras praças, o início em 30 dias da construção do Contorno Norte de Londrina e o bloqueio de R$ 1 bilhão da empresa e de suas controladoras. A decisão é do juiz Rogerio Dantas Cachichi em ação movida pelo Ministério Público Federal com o apoio do Governo do Estado, que faz parte do polo ativo da ação.
Com a decisão, o juiz federal suspende os efeitos dos termos aditivos e atos administrativos firmados nos últimos anos e retoma o contrato original das obras assinado entre a concessionária e o DER em 1997.
Segundo o magistrado, devido aos fatos citados nas duas fases da Operação Integração da Força Tarefa da Lava Jato - que apura irregularidades nos contratos de concessão do Estado do Paraná - e nos depoimentos de colaboradores há fortes indícios de existência de esquema de corrupção sistêmica que produziu aditivos para favorecer as empresas.
“Em consequência, deve ser determinada a imediata desinstalação da praça de pedágio de Jacarezinho, a redução imediata das tarifas praticadas nas praças de arrecadação da Econorte em 26,75 % e a imediata retomada do cronograma original das obras da concessão, incluso o Contorno Norte de Londrina”, afirma o juiz.
Segundo a decisão, as cancelas da praça de Jacarezinho devem ser abertas de imediato, “vedada a cobrança de tarifas no local” e “ a retomada do cronograma original das obras da concessão seguindo a metodologia proposta pela Procuradoria do Estado do Paraná”.  
Dentro do cronograma original, o juiz Rogerio Dantas Cachichi determina “início em 30 dias da obra do Contorno Norte de Londrina com custeio integral de desapropriações pela concessionária conforme o contrato original”.
INTERESSE - A governadora Cida Borghetti afirmou que a decisão vem ao encontro dos interesses do Estado. E que o Paraná precisa continuar a construção de um novo modelo de pedágio.
“Lutamos por uma tarifa muito mais justa, com mais obras e rodovias mais seguras. Por isso, determinei à Procuradoria do Estado que se associasse ao Ministério Público Federal na demanda”, disse.
Desde o início de Outubro as seis concessionárias de pedágio do Paraná estão sob intervenção administrativa por determinação da Governadora Cida Borghetti. A ação busca assegurar o repasse de toda e qualquer informação.  
A intervenção foi recomendada pela Controladoria Geral do Estado (CGE) e pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), após análise dos fatos apurados pela Operação Integração II, da força tarefa Lava Jato.
Seis oficiais da reserva da Polícia Militar passaram a trabalhar dentro das concessionárias de forma a impedir a continuidade de atos considerados ilegais ou irregulares, facilitar o acesso das autoridades aos documentos das empresas e garantir respostas, dentro dos prazos, às demandas da Justiça. Dados e informações que podem ser úteis às instruções processuais.
da AEN

UENP divulga nota de esclarecimento sobre curso de Medicina em Cornélio Procópio

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), criada há 12 anos, vem atuando com seriedade, excelência e protagonismo na promoção da ciência e do conhecimento por meio de seus cursos de graduação e pós-graduação. O curso de Medicina da UENP vem somar às ações já realizadas pela Universidade no sentido de buscar propiciar ao Norte Pioneiro um próspero momento para sua história.

Comprometida com qualidade de vida das pessoas, com o bem comum e com o desenvolvimento de sua região de abrangência, a UENP construiu conjuntamente com profissionais da área de saúde da região (médicos e agentes públicos) um projeto de curso de Medicina que trouxe como diretriz a regionalização, para que pudesse estar presente em todo o Norte Pioneiro do Paraná, levando a medicina a quem mais precisa. Dessa forma, os atendimentos do curso acontecerão em Cornélio Procópio, Bandeirantes, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e São Jerônimo da Serra.

O curso de Medicina, diferente da maioria dos cursos de graduação, exige requisitos mínimos para sua implantação. A escolha de Cornélio Procópio para sediar o curso levou em conta aspectos estritamente técnicos que não poderiam ser viabilizados, atualmente, por outro município do Norte Pioneiro. Dessa forma, levou-se em conta números suficientes de estabelecimentos de saúde; de médicos em diversas especialidades; e de atendimentos, a chamada casuística para que os alunos possam observar e praticar.

A análise rigorosa desse e de outros dados destacados no projeto do curso confirmam Cornélio Procópio possuir a melhor condição instalada com Campus da UENP para receber o curso de Medicina. Após análises, os Conselhos Superiores da UENP, formado por professores, agentes universitários e estudantes, ratificaram a decisão de instalação do curso no Campus de Cornélio Procópio, com atendimento descentralizado em outras cidades, com base em critérios técnicos e na viabilidade e sustentabilidade da graduação, bem como no compromisso com a qualidade de formação dos estudantes.

A UENP, que conta com o apoio dos Gestores Públicos e da Sociedade Civil organizada do Norte Pioneiro, continuará trabalhando para cumprir sua missão de atuar no processo de desenvolvimento regional e do Estado do Paraná, participando ativamente do trabalho de construção integral da sociedade e de seus cidadãos, buscando sempre a melhoria da qualidade de vida, promovendo a democracia, a cidadania e o desenvolvimento socioeconômico, pela valorização e socialização do conhecimento e do saber historicamente construído e constituído.

por ASSESSORIA

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Município de São Jerônimo da Serra recebe ônibus para a Assistência Social

O Município de São Jerônimo da Serra foi dos 100 contemplados pela instituição do "Incentivo à Pessoa com Deficiência PcD", cujo objeto é o aprimoramento das ações, programas, projetos e serviços da rede socioassistencial, voltados a crianças e adolescentes com deficiência. 

O aprimoramento das ações, programas, projetos e serviços da rede socioassistencial, se dará por meio da aquisição de veículo adaptado para pessoa com deficiência, com capacidade de no mínimo 10 (dez) lugares, propiciando o acesso e fortalecimento da rede socioassistencial, que atua com crianças e adolescentes com deficiência, resultando em melhoria das condições de locomoção e inclusão social. 

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Dívidas com o Detran passam a ser parceladas por meio de cartão

A população paranaense poderá quitar multas e outros débitos relacionados a veículos, como IPVA e licenciamento, por meio dos cartões de crédito e débito. A medida foi autorizada pela governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira (5) e começa a ser implantada na próxima semana, em Curitiba, e deverá chegar a todo o Estado até o final do ano.
O parcelamento poderá ser feito em até 12 vezes em negociação direta do devedor com as operadoras de cartões. Estas empresas, por sua vez, ficam responsáveis pela quitação da dívida, à vista, junto ao Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). A iniciativa atende a resolução 736/18, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e a portaria 149/18, do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
Cida Borghetti destacou que a ação faz parte de um necessário processo de desburocratização da máquina pública e da busca por mecanismos que facilitem a vida dos cidadãos. De outra parte, afirma a governadora, a medida visa diminuir o índice de inadimplência e o número de veículos que podem estar rodando irregularmente no Estado.
“Nesse momento de crise, o parcelamento dará condições para que os usuários trafeguem em dia com sua documentação, já que vai facilitar a regularização. Nossas ações são para melhorar a vida das pessoas”, disse Cida, que destacou a implantação do Governo Digital que oferece mais de 250 serviços à população, inclusive informações sobre débitos na área de trânsito.
O diretor-geral do Detran, Marcello Panizzi, informou que só em 2018 foram calculados mais de R$ 300 milhões em débitos no Detran-PR. “Pretendemos recuperar cerca de 60% desses valores aos cofres públicos”, explicou ele, reforçando que o procedimento possibilita parcelar os débitos referentes a multas devidas ao Detran e, também, qualquer processo de veículos, como IPVA e licenciamento.

Petrobras reajusta botijão de gás de cozinha em 8,5% nas refinarias

A Petrobras revisou o preço do GLP para consumo residencial em suas refinarias em 8,5%, para R$ 25,07, um reajuste de R$ 1,97 por botijão. No ano, a alta acumulada é de 2,8%.
Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente. Em janeiro e abril, os valores foram reduzidos e em julho, elevado.
"A desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP foram os principais fatores para a alta. A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%", informa a Petrobras, no comunicado.
A empresa ainda argumenta que a metodologia de reajuste trimestral tem o objetivo de suavizar os impactos da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos.
No release, a Petrobras ressalta ainda que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) reconhece que o preço do produto para uso doméstico deve ser "inferior" e "diferenciado" aos praticados para o GLP com outras finalidades pelo seu "interesse para a política energética nacional".

Estadão Conteúdo


Segue em ritmo acelerado a obra de reforma do Hospital Municipal de Assaí

A Construpais Construtora Ltda ME já finalizou a troca total do telhado do bloco 1, implantação das instalações elétricas e início do serviço de pintura.

Ao todo serão mais de 1248m² de reforma, com prazo de entrega para o mês de dezembro, com investimento de 447.965,29 reais com recursos do Governo Estadual, através do Deputado Estadual Luiz Claudio Romanelli.

Além da reforma, o Hospital Municipal receberá mais 300 mil reais para aquisição de equipamentos . “Falta pouco para entregarmos para a população, um hospital totalmente reformado. A saúde é uma das prioridades desta gestão. Temos trabalhado muito para que as pessoas tenham um atendimento de qualidade. Com este investimento atenderemos com mais dignidade, segurança e conforto , as famílias assaienses que tanto precisam e merecem”, comenta o prefeito Acácio Secci.

Informações: Devonir Custódio














Em descrédito, Amunorpi perde mais cinco municípios neste ano

Foto: Divulgação
Após a operação “Cheque em Branco” que atingiu a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) em cheio no ano de 2015, através da qual foram apontados desvios de mais de R$ 1,8 milhão, a instituição tem entrado em declínio com reuniões escassas e até a saída de muitos prefeitos da região.

Apenas neste ano, cinco municípios decidiram deixar a Amunorpi são eles: Wenceslau Braz, Guapirama e Abatiá, este último se associou à Amunop (Associação dos Municípios do Norte do Paraná), enquanto os demais permanecem sem filiação, contudo, existe a possibilidade de também migrarem para a Amunop, composta pelos municípios de Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Itambaracá, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Rancho Alegre, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Sertaneja e Uraí.

No começo da década de 90 do século passado, o então chefe do executivo de Arapoti, Homar Negrão (PL) e seu colega, Ademar Ferreira de Barros (PFL), de Jaguariaíva, decidiram passar para a AMCG (Associação dos Municípios dos Campos Gerais), alegando, na oportunidade, que a região polarizada por Ponta Grossa, pelo potencial econômico, ajudaria o crescimento dos municípios.

Mais recentemente, em 2011, Amadeu Bicudo (PT), então prefeito de Curiúva, também migrou para a AMCG. 

As razões de saída são inúmeras, entre elas, a falta de expressividade política da associação, a falta de pagamento, que gerou uma dívida não quitável para alguns municípios, além da incompatibilidade de ideias entre os membros. 

A reportagem está tentando contato com os prefeitos que ainda estão independentes, bem como, com o atual presidente da associação, Joás Michetti (PDT), chefe do Executivo em Santana do Itararé.

Com informações: www.folhaextra.com

domingo, 4 de novembro de 2018

Nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Jerônimo da Serra toma posse


Aconteceu na noite deste sábado (03) a cerimônia de posse da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Jerônimo da Serra cujo mandatos passam a ser contados a partir de 03 de novembro de 2018 devendo terminar no dia 03 de novembro de 2023.

O evento teve início às 19 horas, na sede do Sindicato dos Trabalhadores, onde foi empossados da Diretoria, Conselho Fiscal, Suplentes, Delegados Deliberativos e Suplentes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Jerônimo da Serra, cuja a eleições foi realizada no dia 22 de setembro, onde teve Chapa única eleita com 304. 


A solenidade foi ministrada pelo Senhor André Luis de Souza, e contou com a presença do Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Joel da Silva Vieira, onde se sentiu honrado pelo convite.

Depois da abertura os integrantes da diretoria receberam as respectivas credenciais e prestaram o compromisso de respeitarem o exercício do mandato, a Constituição Federal, as leis vigentes e o Estatuto da Entidade.

Logo em seguida o Presidente Eleito Josias Proença contou uma breve história da fundação do Sindicato Rural de São Jerônimo da Serra, que segundo ele foi no dia 25 de janeiro de 1970 e do inicio da sua gestão em 1982, disse também das dificuldades que o sindicato passou, passa e ainda vai passar, das lutas para conquistar direitos aos trabalhadores rurais, como por exemplo o direitos das mulheres se aposentarem como trabalharas rurais, pois de acordo com Josias na da Ditadura Militar só o homem se aposentava e poderia se aposentar somente um da família e com apenas meio salário minimo, depois de muitas lutas os direitos dos trabalhadores rurais foram reconhecidos com a Constituição Federal de 1988.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de São Jerônimo da Serra, o Brasil passa por uma crise politica e econômica e com a transição do novo presidente eleito os trabalhadores rurais irão ter muitas dificuldades, principalmente os da Agricultura Familiar.

Veja a seguir como ficou composta a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Jerônimo da Serra;

Presidente: 

  • Josias Proença

Secretario de Finanças e Administração

  • Antônio Ribeiro de Souza
Secretário Geral:
  • José Gonçalves da Silva
Suplentes:
  • Neide de Lourdes Melo Correia
  • Cilas Proença
  • João da Luz Carvalho
Conselho Fiscal:
  • Clarisvaldo Gonçalves dos Santos
  • Luiz Oliveira dos Santos
  • Olivino Rodrigues
Suplentes do Conselho Fiscal:
  • Simão Pedro de Oliveira
  • Edilia Bento Rodrigues
  • maria Aparecida da Silva Proença


quinta-feira, 1 de novembro de 2018

São Jerônimo da Serra bem representado no Concurso Café de Qualidade do Paraná

Os cafeicultores José Eduardo Correa Ferraz, de Ribeirão Claro, e Valdeir Luiz de Souza, de Ivaiporã, venceram a 16ª edição do Prêmio Café Qualidade Paraná, concorrendo com grãos preparados no processo natural e cereja descascado. Nas mesmas categorias, mas disputando com microlotes, venceram os produtores Márcio Rosa Fávaro, de Pinhalão, e Valdir Constantino, de São Jerônimo da Serra. Os finalistas foram anunciados nesta quarta-feira (31), em solenidade realizada no município de Pinhalão, no Norte Pioneiro do Paraná. Cada um deles tem garantida a compra do lote por R$ 1.000 a saca, pelos patrocinadores do concurso
Os finalistas representarão o Paraná no Concurso Nacional de Qualidade do Café, promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Os produtores que chegaram de segundo a quinto lugar também têm garantia de compra, respectivamente por R$ 850, R$ 800, R$ 750 e R$ 700 a saca.
Ainda como prêmio, os finalistas até a terceira colocação receberam TVs e equipamentos eletrônicos oferecidos pela empresa Agropecuária Rodrigues.
REALIZAÇÃO E DISPUTA – O Prêmio Café Qualidade Paraná é uma realização da Câmara Setorial do Café do Paraná, Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Instituto Emater, Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina e Prefeitura de Pinhalão. O concurso tem o patrocínio da Sicredi, Faep/Senar, Bratac, Ocepar, Sebrae, Cooperativa Integrada, BRDE e, ainda, o apoio da Cocari, Cocamar, Copacol, Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic) e Sociedade Rural do Paraná (SRP).
O Prêmio Café Qualidade Paraná 2018 envolveu as regiões de Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Ivaiporã, Londrina, Maringá, Santo Antônio da Platina e Toledo. Para chegar à final, os vencedores superaram 320 competidores, que iniciaram o certame em seletivas nas várias zonas produtoras do Paraná.
A competição se dá em duas categorias, conforme o processo de finalização da colheita – cereja descascado e natural. No primeiro método, a polpa do grão maduro é retirada para diminuir o tempo de exposição ao sol no terreiro, enquanto no segundo o grão vai inteiro para a secagem. Cada zona produtora promove um concurso regional e seleciona o melhor lote de cada categoria para competir na fase estadual.
Para participar, o cafeicultor inscreve lotes de seis a oito sacas de 60 quilos. Pequenos produtores familiares podem concorrer com os chamados “microlotes”, de duas ou três sacas.
Os lotes classificados nas fases regionais seguiram para a disputa de âmbito estadual. Aroma, doçura, acidez, corpo, sabor, gosto remanescente e balanço da bebida são os quesitos avaliados, conforme metodologia SCAA (Associação Americana de Cafés Especiais) em busca dos melhores cafés do Paraná em cada categoria.

A prova de xícara dos lotes que chegaram à final foi realizada no Centro de Qualidade do Café do Iapar, por degustadores de empresas e cooperativas.
PRODUÇÃO – A cafeicultura ocupa cerca de 41 mil hectares no Paraná. A maior parte das lavouras paranaenses tem em média 10 hectares e é conduzida por pequenos produtores familiares.
A produção deste ano deve situar-se pouco abaixo de um milhão de sacas beneficiadas, projeção que já considera uma pequena redução provocada pela falta de chuvas em abril. “A falta de água no solo acelerou o ciclo vegetativo das plantas, diminuiu ligeiramente a produção e afetou o peso dos grãos”, diz o economista Paulo Sérgio Franzini, do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

Ainda segundo Franzini, a segunda estiagem deste inverno, nos meses de junho e julho, beneficiou os trabalhos de colheita, que se encerraram com praticamente um mês de antecedência em relação aos anos anteriores.
Houve ainda uma ótima coincidência para os produtores – foi nessa época que chegaram à maturação os frutos resultantes da maior florada do ciclo, ocorrida em outubro de 2017. “No conjunto, tivemos uma safra de boa qualidade, mas com um volume menor de cafés com alto padrão de bebida”, acrescenta.
Box
Confira a classificação completa do concurso
Natural
1º José Eduardo Correa Ferraz - Ribeirão Claro
2º Evilásio Shigueaki Mori - Cambira
3º Edson Lopes - Mandaguari
4º Flávia Jacob Saldanha Rodrigues - Jacarezinho
5º José Roberto Rocco - Mandaguari
Natural (microlote)
1º Márcio Rosa Fávaro - Ivaiporã
2º Bruna da Silva Souza Rosa - Tomazina
3º Gilberto Silva Bengose - Mandaguari
4º Marcelo Galdino dos Santos - Cambira
5º Lisiane Aparecida Veiga do Prado Ravar - Ivaiporã
Cereja descascado
1º Valdeir Luiz de Souza - Pinhalão
2º Guilherme Henrique Fiorucci - Cambira
3º Luiz Roberto Saldanha Rodrigues - Jacarezinho
4º Claudemir Alves de Souza - Pinhalão
5º Samuel Bartolomeu Fiorucci - Cambira
Cereja descascado (microlote)
1º Valdir Constantino - São Jerônimo da Serra
2º Juarez Colatino Barros - São Jerônimo da Serra
3º Maristela Fátima Silva Souza - Tomazina
4º Leandro Cesar Soares - São Jerônimo da Serra
5º Sandra Aparecida de Freitas Godói - Tomazina