Pesquisar

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Governo quer saber a opinião de pais e alunos sobre implantação de colégios cívico-militares no Paraná


O governo do estado vai estar realizando nesta terça-feira (27) e quarta-feira (28) uma consulta pública junto a pais, alunos e comunidade escolar para saber a opinião de pais, alunos e professores sobre implantação de colégios cívico-militares no Paraná.

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, fez um convite para que os pais participem do levantamento. “Gostaria de convidar pais e mães de alunos das nossas escolas para que eles possam optar se gostariam de ficar no modelo tradicional das escolas do Paraná ou se querem migrar para o modelo cívico-militar. Esse levantamento será realizado em mais de 200 escolas”, comentou.

O secretário também destacou que é uma oportunidade para que os pais escolham o melhor para seus filhos. “Caso a comunidade escolar vote pelo cívico-militar, esta escola vai ter mais aulas de português, matemática, ética e civismo. Além disso, os alunos também terão acesso a uniforme e um policial e seu time dentro da escola para garantir o respeito, a ética e o ensino do civismo no Paraná. É o governo do estado dando essa opção para família paranaense”, explicou.

Na região do Norte Pioneiro, foram selecionadas escolas dos municípios de Ibaiti, Santo Antônio da Platina, Bandeirantes, Cambará, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Ribeirão do Pinhal, Ribeirão Claro, Siqueira Campos, São Jerônimo da Serra e Curiúva.

Para participar da votação, os interessados devem comparecer as seguintes escolas: Cambará – Angelina R Vezozzo; Carlópolis – Hercilia De Paula E Silva; Cornélio Procópio – Andre Seugling e Monteiro Lobato; Bandeirantes – Mailon Medeiros; Siqueira Campos – Segismundo A Netto; Ibaiti – Julio Farah e Antonio M Mello; Jacarezinho Jose Pavan e Anesio De A Leite; Ribeirão Claro – Joao Da R Chueiri; Ribeirão do Pinhal – Ruth M Correa; Santo Antônio da Platina – Moralina Eleuterio e Edith De S Prado De Oliveira; São Jerônimo da Serra Joao XXIII.

FolhaExtra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia